Coisas Judaicas : A Cabalá do Sono
[ ]
Latest News Updates
A Cabalá do Sono
14/08/16 Posted by Coisas Judaicas

Pergunta:
A Cabalá do Sono
Eu gostaria de saber como o sono é entendido sob o ponto de vista chassídico. O que acontece com a alma e a consciência durante o sono?

Resposta:
Este é de fato um tópico fascinante! Aqui estão alguns conceitos sobre o sono extraídos das fontes chassídicas:

  • Quando se discute o sono, sempre há os dois lados da moeda: o corpo e a alma. Sob a perspectiva do corpo, o Talmud refere-se ao sono como 1/60 da morte – e por um bom motivo. Nossos olhos estão fechados. Os poderes consciente se tornam enfraquecidos, e perdemos controle de muitas das nossas faculdades. Porém, para a alma, é um tempo de rejuvenescimento. Ela está unida com Sua Fonte acima e a espiritualidade é renovada e recarregada.
  • Este “siluk hakochot” (partida das faculdades) somente afeta as dimensões conscientes da nossa psique. Porém na ausência da consciência, o subconsciente emerge. Assim, segundo a Cabalá, os poderes essenciais da alma estão de fato fortalecidos e mais aparentes enquanto a pessoa está dormindo.
  • Até entre as nossas faculdades conscientes, muitos de nós ainda estão muito presentes durante o sono, porém a hierarquia que normalmente as governa está ausente. A mente não controla mais o coração, e não pensamos mais antes de falar ou agir. Isso porque todos os nossos poderes são elevados à maneira em que existem – num estado unido, em potencial – dentro da essência da nossa alma. E neste “estado embriônico”, não há acima ou abaixo, mais cedo ou mais tarde.
  • Baseada no acima exposto, a Cabalá freqüentemente se refere ao estado de galut (exílio) como sono. Durante o exílio, nossos olhos estão fechando e não vêem a Divindade. Nossos sentidos espirituais, que nos permitem entender a Torá, apreciar um milagre, e amar e temer a D’us, estão grandemente enfraquecidos. Nossas prioridades estão confusas e temos dificuldade para perceber o verdadeiro propósito da vida.
No entanto, é especificamente durante o exílio que o poder essencial de um judeu é revelado. Quando os tempos são difíceis, os impulsos da alma são ativados. Ela acredita apesar de não entender. Continua a servir a D’us apesar de não sentir qualquer inspiração. E é pelo mérito dessa mesirat nefesh (auto-sacrifício) que nossos olhos se abrirão e recuperaremos nossas capacidades espirituais com a vinda de Mashiach...

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics