Coisas Judaicas : Mudança de estratégia diplomática de Israel em relação à África ganha mais aliados
[ ]
Latest News Updates
Mudança de estratégia diplomática de Israel em relação à África ganha mais aliados
25/07/16 Posted by Coisas Judaicas

Mudança de estratégia diplomática de Israel em relação à África ganha mais aliados
O Ministério das Relações Exteriores de Israel (MRE) anunciou no domingo, 24/7, que o diretor-geral Dore Gold se reuniu com o presidente da República do Chade, Idriss Déby Itno, no palácio do presidente chadiano, antes de estabelecer relações diplomáticas com a República da Guiné, na semana passada. "A reunião ocorreu na sequência da visita do primeiro-ministro Netanyahu a quatro estados africanos, reforçando a importância com que o primeiro-ministro vê as relações de Israel com a África", afirmou o MRE no domingo.
De acordo com o MRE, o diretor geral Gold e o presidente Déby Itno discutiram temas de interesse mútuo para ambos os países, incluindo formas de expandir a cooperação bilateral entre eles. O anúncio da reunião entre Gold e Déby Itno vem após a declaração de Netanyahu na semana passada que "ainda outro país africano muçulmano irá anunciar o restabelecimento das relações com Israel."
A República do Chade é um estado de maioria muçulmana de língua árabe na subsaariana África Central. Chade costumava manter relações diplomáticas oficiais com Israel, mas romperam os laços em 1972 após intensa pressão de seus vizinhos árabes e da Líbia e Sudão. Déby Itno é também o atual presidente da União Africana (UA), uma organização regional na qual Israel deseja ser readmitido como observador.
Netanyahu visitou vários países subsaarianos – Uganda, Quênia, Ruanda e Etiópia – no início deste mês, a fim de ganhar aliados em fóruns internacionais como da União Africana e das Nações Unidas. "Há 54 países na África", disse Netanyahu durante sua turnê africana. "Praticamente todos eles poderiam ser aliados de Israel. Eles votam em fóruns internacionais, e eu sei que as pessoas não acreditam nisso, mas acho que podemos mudar as maiorias automáticas na ONU e assim por diante."
O presidente israelense, Reuven Rivlin, também deve se reunir na segunda-feira, 25/7, com o presidente da Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), Marcel Alain de Souza, que está atualmente visitando Israel. CEDEAO é um grupo regional de 15 países do oeste africano e destina-se a ser um grande e único bloco político e econômico.
O Conselho de Segurança da ONU rejeitou uma resolução palestina exortando Israel para se retirar da Judeia e Samaria em 2014. De acordo com Ron Prosor, então embaixador de Israel na ONU, os países Ruanda e Nigéria, que agora são amigos de Israel, ajudaram a equilibrar o voto favorável de Israel, abstendo-se. Além disso, a Ruanda, juntamente com a Índia e Singapura, também apresentaram um voto crítico em junho no Movimento dos Países Não-Alinhados das Nações Unidas em favor de fazer de Israel, pela primeira vez na história, presidente de um comitê da ONU (Comitê Jurídico).
Fonte: TPS / Texto: Michael Zeff / Tradução: Hannah Franco / Foto: GPO

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics