Coisas Judaicas : Líderes israelenses se despedem do sobrevivente do Holocausto e escritor Elie Wiesel
[ ]
Latest News Updates
Líderes israelenses se despedem do sobrevivente do Holocausto e escritor Elie Wiesel
04/07/16 Posted by Coisas Judaicas

Líderes israelenses se despedem do sobrevivente do Holocausto e escritor Elie WieselVários altos funcionários israelenses expressaram suas condolências pelo falecimento do escritor, sobrevivente do Holocausto e laureado com Prêmio Nobel da Paz, Elie Wiesel, falando de seu incansável trabalho em nome do povo judeu, do Estado de Israel e da humanidade.

“Elie Wiesel era a bússola moral coletiva do povo judeu”, disse o presidente da Agência Judaica Natan Sharansky, um refusenik da antiga União Soviética e prisioneiro de Zion. “Ele foi o primeiro a quebrar o silêncio em torno da situação dos judeus soviéticos, e ele acompanhou nossa luta até que alcançamos a vitória. Nós vamos sentir falta dele profundamente.”
Em seu livro “The Jews of Silence” (Os Judeus do Silêncio), de 1966, Wiesel escreveu sobre a luta dos judeus que viviam na União Soviética, os quais ele havia observado durante uma visita à URSS no ano anterior. Muitos acreditam que este trabalho foi um dos principais fatores que conduziram ao chamado para ação dos judeus americanos em nome dos judeus soviéticos.
Esta foi uma noite triste para o povo judeu”, disse Nir Barkat, o prefeito de Jerusalém. Apenas alguns meses atrás, tive a honra de conceder o prêmio Cidadão Honorário da Cidade de Jerusalém ao Professor Elie Wiesel.”
O prêmio Cidadão Honorário de Jerusalém é concedido a pessoas ilustres que fizeram significativas contribuições para a capital de Israel.
Com sua missão sionista de princípio e moral, seus numerosos escritos e suas atividades públicas, você contribuiu grandemente para o Estado de Israel e sua capital, Jerusalém”, disse Barkat para Weisel durante a cerimônia de premiação em dezembro de 2015. Você é um embaixador fiel e verdadeiro amigo de nossa cidade, e por meio do seu trabalho, você tem demonstrado um inflexível apoio para aqueles que habitam em Zion, bem como um verdadeiro destino em comum”.
Wiesel respondeu a Barkat: “Em minha vida, publiquei mais de sessenta livros, mas acredite quando lhe digo, Sr. prefeito, que Jerusalém é o coração e a alma do meu trabalho. Estou emocionado por receber o título de Cidadão Honorário de Jerusalém, e vou continuar a agir por Jerusalém e pelo Estado de Israel”.
Em resposta à notícia do falecimento de Wiesel, o prefeito Barkat disse: “Quando concedi o prêmio a Wiesel em uma comovente cerimônia, disse-lhe que era um grande privilégio expressar o profundo apreço de Jerusalém por seu heroísmo e trabalho de vida. Elie Wiesel foi um leal embaixador e um verdadeiro amigo de Jerusalém, e demonstrou apoio incondicional e empatia para com o povo da cidade”.
Elie Wiesel era conhecido por denunciar não só o sofrimento de judeus, mas também em nome de grupos oprimidos em todo o mundo. Observando isso, o comitê do Prêmio Nobel descreveu-o em 1986 como um “mensageiro para a humanidade”.
O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu disse: "Por meio de seus inesquecíveis livros, palavras emocionantes e exemplo pessoal, Elie personificou o triunfo do espírito humano sobre o mais inimaginável mal. Sua vida e obra foram uma grande bênção ao povo judeu, ao Estado judeu e para toda a humanidade.
"O Estado de Israel e o povo judeu lamentam o falecimento de Elie Wiesel."
Presidente Reuven Rivlin comentou que “a vida [de Wiesel] foi dedicada à luta contra todo ódio e em prol do homem, criado à imagem de Deus. Ele foi um guia para todos nós. Hoje à noite nós nos despedimos de um herói do povo judeu e um gigante de toda a humanidade”.
Em novembro de 2013, durante o seu mandato como presidente de Israel, Shimon Peres condecorou Elie Wiesel com a Medalha de Distinção Presidencial israelense, a mais elevada medalha civil de Israel, por seu trabalho em lembrança do Holocausto e na promoção da tolerância no mundo. Em discurso na cerimônia, ele disse a Wiesel, “você está agitando a bandeira da humanidade, prevenindo o derramamento de sangue e desafiando o racismo e o antissemitismo, bem como prevenindo a guerra. Você pessoalmente passou pelos mais atrozes horrores da humanidade e, como um sobrevivente do Holocausto, você escolheu dedicar sua vida a entregar a mensagem — nunca mais”.
Ao receber a notícia da morte de Wiesel, Peres disse: “Hoje, o povo judeu e o mundo perderam um extraordinário indivíduo: sobrevivente do Holocausto, escritor e ganhador do Prêmio Nobel da Paz, Elie Wiesel. Tive a honra e o privilégio de agradecer-lhe pessoalmente, por seus muitos anos de trabalho e por salvar o mundo de apatia, quando lhe entreguei a Medalha Presidencial em nome do Estado de Israel”.
Peres acrescentou, “Wiesel deixou sua marca na humanidade ao preservar e defender o legado do Holocausto e ao transmitir uma mensagem de paz e de respeito entre as pessoas de todo o mundo”.
Fonte: TPS / Texto: Jonathan Benedek / Tradução: Hannah Franco / Foto: GPO

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics