44 judeus salvos por Sousa Mendes visitaram PortugalAs 44 pessoas da comitiva foram recebidos por Marcelo Rebelo de Sousa © Sousa Mendes Foundation
“Viagem pela estrada da liberdade” foi o nome da iniciativa que trouxe a Portugal 44 representantes de 17 famílias que, em 1940, foram salvas pelos vistos do cônsul de Bordéus. Os elementos desta Estrada da Liberdade fizeram o mesmo percurso que os refugiados percorreram na II Guerra Mundial, entre França e Portugal.

Vieram de sete países e estão unidos a Portugal por um elo comum: o visto que os conduziu até terras lusas. Entre os refugiados desta comitiva, encontrava-se Lissy Jarvik, ex-presidente da Sousa Mendes Foundation que ainda retém na memória o dia em que, ainda criança, entrou no nosso país. 

Nesta iniciativa de homenagem ao "cônsul desobediente", promovida pela Sousa Mendes Foundation (EUA), os 44 elementos das famílias de refugiados atravessaram a pé a ponte que liga Franca a Espanha, em Irun. A mesma ponte que, há 76 anos, foi atravessada por milhares de pessoas que, graças ao cônsul português, escaparam ao regime nazista. 
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

1 comments:

  1. História muito mal contada!!!! A familia Sousa Menses, só quer aproveitamento e protagonismo e económico, porque lhes convém!!!
    Náo vejo, como um diplomata pode desobedecer a um governo que o tinha nomeado e confiado poderes, para depois ele próprio, Aristides Sousa Mendes, com o rabino kruger filtrar que teria direito aos vistos!!! Estámos a falar de quanto!?$$$
    Náo sejámos Ignorantes!...

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião