Coisas Judaicas : Cidade de Yitzhar, em Israel, é referência em doação de órgãos
[ ]
Latest News Updates
Cidade de Yitzhar, em Israel, é referência em doação de órgãos
22/06/16 Posted by Coisas Judaicas


Cidade de Yitzhar, em Israel, é referência em doação de órgãos

Yitzhar (TPS) - No ano passado, quando Avraham Rahamim decidiu doar um rim através da organização de doações de órgãos Matnat Chaim, o colono de 37 anos, de Yitzhar, estava um pouco nervoso.
"O pensamento de doar um órgão tem estado em minha mente há pelo menos três anos", disse Rahamim. "Eu estava lendo um artigo com notícias sobre um doador de órgãos e via anúncios pedindo doações de órgãos – e que pessoas estariam dispostas a pagar muito dinheiro por um rim", disse à agência de notícias Tazpit (TPS).
"Até então, eu nunca tinha sequer pensado que poderia salvar uma vida doando um órgão do próprio corpo para um completo estranho. Eu pensei que seria perigoso me submeter a uma operação deste tipo e não tive a coragem de fazê-lo por um longo tempo", relatou Rahamim.
Mas a ideia de doar um órgão permaneceu na mente de Rahamim. Depois ele viu que outro residente de Yitzhar – uma pequena comunidade judaica em Samaria com cerca de 1500 pessoas – doou com sucesso um órgão através da Matnat Chaim, uma organização dedicada a facilitar as doações, ele decidiu submeter-se à operação.
Rahamim se encontrou com o receptor, um homem de uma pequena comunidade no vale de Jezreel, e eles permanecem em contato até hoje. "Se fosse fisicamente possível, eu contribuiria com outro órgão", disse Rahamim à TPS. "Não há palavras para descrever a experiência de salvar a vida de alguém."
Avraham Shapira, 33 anos, que morava em Yitzhar e hoje vive na cidade de Emmanuel na Samaria, concorda. Shapira doou um rim logo após celebrar seu 31º aniversário, e disse que a gratidão do receptor foi inestimável. "Ele disse que recebeu uma segunda vida. Quando você é capaz de dar o dom da vida a alguém, após o procedimento, a sensação é incrível."
Shapira diz que ele foi o segundo doador de órgão de Yitzhar, e lista dois outros casais que estão entre os sete doadores da comunidade. "Não é lógico que muitas pessoas precisem de rins e não há suficientes doadores", disse Shapira à TPS. "Nem todos podem doar um órgão, mas Deus nos deu a oportunidade de fazer o bem para alguém – cada um de acordo com sua própria e única capacidade."
O rabino Yeshaya Haber, fundador da Matnat Chaim ("Dom da Vida" em hebraico), disse à TPS que há um grande número de doadores de órgãos da Judeia e Samaria para a organização, que faz a conexão entre eles e os receptores potencialmente compatíveis. "O número de doadores de órgãos de Eli, Peduel e Yitzhar é significativo. Há uma grande conscientização nas comunidades desses assentamentos para a necessidade de doação de órgãos", disse ele.
Haber também cita Beit Shemesh e Beitar Illit como duas outras comunidades onde há um grande número de doadores de órgãos. "É raro encontrar pessoas no mundo que doariam um órgão para alguém que não conhecem."
"Muitos dos doadores de órgãos com quem trabalho vêm da comunidade judaica observante. Eles encaram a entrega, em uma doação de órgãos, como uma mitzvah", explicou Haber, usando uma palavra hebraica para um ato de justiça.
O próprio rabino Haber recebeu um rim de um doador há oito anos, quando ele tinha 43 anos. "Eu estava trabalhando 20 horas por dia como diretor de uma escola com 1.200 alunos e lecionando em outra escola. De repente, senti uma grande fraqueza. Pensei que estava tão cansado por causa do trabalho, mas o médico me disse que eu estava sofrendo de insuficiência renal."
Posteriormente, o rabino haredi começou o tratamento de diálise e conheceu Pinchas Turgeman, um estudante de yeshivá (escola judaica) de Kiryat Arba, perto de Hebron. Os dois se tornaram amigos e começaram a aprender juntos durante os tratamentos. Enquanto o tratamento de diálise para Haber acabou quando um amigo doou um rim para ele, Pinchas, 19 anos, não encontrou um compatível. Depois de sua operação, Haber procurou um doador para Pinchas, mas quando o doador foi encontrado e o procedimento autorizado, o jovem estudante havia já falecido.
Desde então Haber e sua esposa se propuseram a procurar doadores de rim dispostos a ajudar estranhos. "Deixei meu trabalho como diretor e fundei a Matnat Chaim. Só no primeiro ano, nós encontramos quatro doadores, os quais salvaram quatro vidas, e eu pensei que tínhamos ganhado o mundo."
"Muitas pessoas não percebem que há risco mínimo para o doador, exceto o desconforto físico durante a cirurgia", acrescentou Haber.
Até hoje, 311 doadores de órgãos contribuíram com um rim por meio da Matnat Chaim, uma instituição de caridade, que fornece, tanto aos doadores quanto aos receptores, orientação médica e aconselhamento, e trabalha para aumentar a consciência para doações voluntárias de rim, por meio de campanhas nos meios de comunicação. Transplantes bem-sucedidos também ganharam espaço nos Estados Unidos e na Europa.
Em 2014, o ex-presidente israelense, Shimon Peres, concedeu ao rabino Haber o "Prêmio de Voluntariado do presidente de Israel".
Enquanto muitos dos doadores são dos setores religiosos nacionais e ultraortodoxos, os receptores vêm de todo o espectro da sociedade israelense. "Esta iniciativa une todas as pessoas de todos os contextos – de direita e de esquerda, pobres e ricos, seculares e religiosos ", disse o rabino Haber. "O histórico não faz nenhuma diferença quando se trata de salvar uma vida", concluiu.
Fonte: TPS / Texto: Anav Silverman / Tradução: Hannah Franco / Foto: Cortesia

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics