Coisas Judaicas : Autoridades israelenses criticam imagens falsas divulgadas
[ ]
Latest News Updates
Autoridades israelenses criticam imagens falsas divulgadas
03/06/16 Posted by Coisas Judaicas

Jerusalém (TPS) - O relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) de maio de 2016 alertando para a "saúde mental, física e ambiental" dos palestinos sob controle israelense está enfrentando uma onda de críticas por parte de autoridades israelenses, que estão desafiando a precisão e objetividade do relatório. A conferência da OMS também está sendo analisada por grupos de vigilância que assinalam que um relatório palestino submetido à organização de saúde da ONU está repleto de falsas legendas nas imagens acusando Israel de irregularidades.

"Em vez de compilar um relatório profissional e objetivo, a OMS está sendo usada por aqueles cujo único interesse é prejudicar o Estado de Israel", disse Danny Danon, embaixador de Israel na ONU. "Eles estão fazendo isso mesmo que isso signifique que eles estejam criando uma outra realidade e disseminando mentiras cruéis".
Esse tipo de realidade alternativa foi apresentada em um relatório submetido à OMS pelo Ministério da Saúde da Autoridade Palestina, em que várias fotografias continham legendas com falsas descrições, muitas das quais foram detalhadas em um post pela organização de vigilância CAMERA (Comitê pela precisão em relatórios do Oriente Médio na América).
O relatório palestino também especulou sobre acusações consideradas absurdas contra Israel, sugerindo que Israel congela os corpos de terroristas palestinos a fim de ocultar um possível roubo dos órgãos do indivíduo falecido. O Ministério da Saúde palestino também sugeriu – citando uma "crença difundida entre os palestinos" e uma matéria no Pravda, principal jornal da antiga União Soviética – que "Israel tenha injetado vírus cancerígenos em prisioneiros".
O relatório palestino de 59 páginas está cheio de imagens falsamente legendadas afirmando violações israelenses dos direitos palestinos.
Em uma seção, em que o Ministério da Saúde da Autoridade Palestina acusa Israel de atacar equipe médica e hospitais palestinos, foi incluído no relatório uma fotografia de um soldado israelense em uma ambulância. A legenda descreve a imagem como "soldados de ocupação israelense fazendo uma busca no interior de uma ambulância palestina". No entanto, a imagem – que na verdade é de uma ambulância da IDF (Forças de Defesa de Israel) – é cuidadosamente recortada para excluir o ícone da estrela de David, tanto quanto possível. Apenas uma pequena parte superior do símbolo judaico está exposto na parte inferior da fotografia, revelando tratar-se de ambulância israelense.
A importância da fotografia e sua falsa legenda refere-se à sua possível influência na elaboração do relatório da OMS, que foi proposto pela delegação do Kuwait em nome do Grupo Árabe e da Autoridade Palestina. A versão final do relatório pede ao diretor-geral que apresente recomendações para melhorar as condições de saúde dos palestinos com foco em uma série de áreas, incluindo "incidentes de atraso ou negação de serviço de ambulância".
Houve vários outros casos em que o Ministério da Saúde da Autoridade Palestina incluiu fotografias com legendas falaciosas, conforme documentado no relatório da CAMERA e do Isreallycool, um blog pró-Israel.
A legenda de uma imagem descreve um cenário no qual "colonos atacam uma criança palestina enquanto são observados pelas forças de ocupação israelenses". No entanto, na fotografia, que foi tirada por um fotógrafo da Agence France Presse (AFP - Agência de Notícias da França) e pertence à Getty Images, é, na verdade, uma criança israelense que está sendo puxada pelas forças de segurança de residentes judeus do posto avançado Havat Gilad. Não existem palestinos na imagem.
Em outro exemplo, uma imagem fictícia de um ataque em potencial contra as instalações nucleares iranianas por um M-15 israelense foi descrita no relatório como uma fotografia de um ataque aéreo israelense em Gaza durante a Operação Margem Protetora em 2014. O fundo montanhoso da imagem, criado por Al Clark do blog The Aviationist, retrata uma região geográfica que contrasta com as planícies da Faixa de Gaza.
Nem a Organização Mundial da Saúde, nem o Ministério da Saúde da Autoridade Palestina respondeu aos pedidos da agência de notícias Tazpit (TPS) para comentar sobre as informações aparentemente falsas no relatório palestino. O embaixador Danon, por sua vez, mantém a esperança e o compromisso em lutar contra falsas acusações em organizações internacionais como a OMS e a ONU pelos palestinos e outros.
"Vamos continuar a enfrentar a incitação espalhada por entidades anti-Israel que estão usando instituições internacionais para denegrir o bom nome de Israel", disse Danon.
Fonte: TPS / Texto: Jonathan Benedek / Tradução: Alessandra Franco / Foto: Hillel Maeir

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics