Coisas Judaicas : Hollande retira sua posição sobre o Monte do Templo
[ ]
Latest News Updates
Hollande retira sua posição sobre o Monte do Templo
15/05/16 Posted by Coisas Judaicas

Hollande retira sua posição sobre o Monte do TemploJerusalém, 14 mai (EFE)-. O presidente francês, François Hollande, retirou seu apoio a uma recente decisão da Unesco que referendava o caráter único muçulmano da Esplanada das Mesquitas de Jerusalém, revela neste sábado o jornal israelense "Ha'aretz" com base em uma carta oficial despachada a líderes judeus franceses.

"Quero prometer que a postura francesa na questão de Jerusalém não mudou e consiste em proteger a liberdade de acesso e culto em Jerusalém, a cidade mais importantes para as três religiões monoteístas e que pertence a todos os crentes, judeus, cristãos e muçulmanos", diz a carta à qual teve acesso o jornal israelense.

A carta segue às insistentes queixas da comunidade judaica francesa pelo apoio que o país deu em meados de abril a uma proposta palestina na Unesco que tipificava a Esplanada como exclusivamente muçulmana, por estar no local da Mesquita de al-Aqsa e do Nobre Santuário.

Para os judeus, esse lugar é conhecido como Monte do Templo e o consideram o local mais sagrado porque no local esteve há dois mil anos o bíblico templo de Jerusalém.

O apoio francês gerou também os protestos do governo israelense, que chegou a ridicularizar uma iniciativa francesa para reativar as negociações de paz no Oriente Médio devido à resolução.

Em carta despachada por Hollande no domingo, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, mostrou "comoção" pelo apoio de "nossos amigos franceses à semelhante e vergonhosa resolução".

Em sua carta ao Consistório Central Israelita, o principal órgão representativo dos judeus franceses, Hollande reitera o compromisso da França "com o status quo nos locais sagrados de Jerusalém", e assegura que não voltará a oferecer seu apoio a uma resolução similar.

A carta, revela o jornal, foi despachada na quarta-feira aos líderes judeus da França, depois que estes começassem a pedir reuniões urgentes com os ministros mais destacados e enviassem cartas de protesto a Hollande, ao primeiro-ministro Manuel Valls, e ao ministro das Relações Exteriores, Jean-Marc Ayrault.

Ayrault chegará hoje à região para se reunir com Netanyahu e o presidente palestino, Mahmoud Abbas, com os quais tentará de obter apoio à iniciativa francesa de paz.

Da mesma forma que Hollande, também Valls, que é esperado na região no dia 21, tinha se desvinculado na quarta-feira da resolução.

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics