Coisas Judaicas : As seis mulheres na mesa de Pessach
[ ]
Latest News Updates
As seis mulheres na mesa de Pessach
09/04/16 Posted by Coisas Judaicas

As seis mulheres na mesa de Pessach
Haggadàs Barcelona
Jayme Fucs Bar


Na Hagada de Pessach, sempre lemos a história dos 4 banim (filhos) com uma variedade rica de interpretações, mais neste Pessach quero incluir em minha mesa junto de minha família e de meus amigos a Historia das 6 banot (filhas).

Quem são essas seis mulheres Judias e não judias um pouco esquecidas no nosso Seder de Pessach?

1. Yochevet a mãe de Moshe
2. Shifra e Puá As duas parteiras.
3. Miriam a irmã de Moshe 
4. Batya a princesa Egípcia filha do Faraó
5. Zipora a mulher de Moshe
Cada uma dessas Mulheres se apresentam com personalidades e funções diferentes, exatamente como os 4 banim ( filhos) da Hagada de Pessach, mais a grande diferença, é que sem essas seis mulheres, Moshe não poderia chegar a ser o maior libertador e Legislador da história da humanidade.

Falaremos primeiramente de Yocheved, mãe de Moshe esposa de Amram. Yochevet já tinha dois filhos, Aharon e Miriam, ela vai contra ao decreto do Faraó “Que cada bebê Hebreu do sexo masculino fosse afogado no rio" Yochevet, vai dar a luz a Moshe e vai escondê-lo durante três meses. Yochevet ama seu filho Moshe e esta disposta a pagar qualquer preço para salvar a sua vida.
Yochevet simboliza a coragem da mulher desafiadora!

O nascimento de Moshe vai estar totalmente ligado graça a duas mulheres não judias que são as parteiras, Shifrá e Puá, elas não cumpriram as ordens de seu soberano. 
Shifra e Puá irão proporcionar a possibilidade de Yochevet dar a vida a seu filho Moshe . 
Essa é uma grande prova que independente de nossas origens, raças ou religiões o amor o próximo, a benevolência esta acima dos decretos e das leis de tiranos e genocidas.

Shifra e Puá são os símbolos do amor ao Próximo e da benevolência.

Neste episódio de riscos e tensões aparece a Jovem Miriam irmã de Moshê, que vai vigiar Moshe a cada passo quando o cestinho vai flutuar sobre o rio Nilo, Miriam vai cuidar que o bebe possa chegar em mãos seguras da filha do faraó. Miriam aparece na nossa história com um plano pré-estabelecido que vai sugerir a filha de faraó a adotar o bebe Moshe e que seja amamentado em meio a seu próprio povo.

Miriam simboliza o espírito juvenil e aventureiro.

Porque Batya a Filha de Faraó vai adotar essa criança sabendo que é filho de israelitas? Batya vai criar Moshe como um Príncipe Israelita dentro do próprio palácio de seu pai o Faraó, que tinha como plano a limpeza étnica do povo Israelita! Batya a mãe adotiva de Moshe é que vai criar na casa de seu próprio pai a figura que enfrentara no futuro o próprio soberano do Egito.

Batya simboliza a compreensão e a fraternidade.

Moisés Já adulto vai ter que fugir das terras Egípcias e se esconder na terra de Madián será lá que vai conhecer sua esposa Zipora de origem africana, filha de um sacerdote medianita Jetho. Zipora vai dar a luz a seus dois filhos que chamou Gérson e Eliezer. Zipóra, a mulher de Moshê vai ter que abandonar seu povo para voltar com Moshe ao Egito e enfrentar muitos riscos, no caminho Tzipora vai salvar Moshe da fúria de Deus, que exige a circuncisão de seu filho Gershon não cumprida por Moshe. Zípora diferente de Moshe vai entender que Moshe esta em perigo por não realizar o mandato de Deus, e realiza rapidamente a circuncisão de Gershom com uma pedra afiada.

Zipora simboliza a fibra e a coragem da mulher que sabe tomar as decisões nas horas certas.

Então, Nessa Noite de Pessach vamos também recordar essas seis Mulheres?
Agora sabemos... Que Atrás de um grande homem como Moshe, há sempre seis grandes mulheres!

Chag Pessach Sameach!
Fonte: http://judaismohumanista.ning.com/


Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

1 Comentários:

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics