07/03/2016

Os anjos podem esperar

Os anjos podem esperar

Embora possamos estudar as obras eruditas dos grandes mestres da Torá, o Talmud aponta que observar a conduta diária de suas vidas é até mais construtivo que estudar suas obras, pois observando-se os sábios pode-se ver de que forma estas pessoas ilustres aplicam o conhecimento de Torá na prática.

Em uma sexta-feira à noite, o Chafets Chayim teve diversos viajantes como convidados em sua mesa. Para surpresa de todos, ao retornar da sinagoga para casa, o Chafets Chayim omitiu a canção tradicional de “Shalom Alechêm”, com a qual costuma-se dar as boas vindas aos anjos celestiais no Shabat, para logo em seguida recitar o kidush.

Entretanto, o Chafets Chayim iniciou a refeição e somente após o primeiro prato ter sido servido, levantou-se e entoou “Shalom Alechêm”.

Um de seus discípulos, que testemunhou esta estranha ocorrência, não conteve sua curiosidade e pediu uma explicação.

“É muito simples”, disse o Chafets Chayim, “os convidados viajaram durante todo o dia, e estou certo de que não tiveram a oportunidade de comerem, especialmente por terem pressa de chegar antes do Shabat. Os anjos não sentem fome e podem esperar até após o primeiro prato. Não se deve fazer pessoas famintas esperarem.”

SHARE THIS

Author:

Dúvidas, sugestões de pautas, críticas, publicidade, parcerias, etc. Entre em contato pelo seguinte email: coisasjudaicas@gmail.com

0 Comentários:

Deixe sua opinião