Coisas Judaicas : Dois selos hebraicos da época do Primeiro Templo foram descobertos na Cidade de David
[ ]
Latest News Updates
Dois selos hebraicos da época do Primeiro Templo foram descobertos na Cidade de David
11/03/16 Posted by Coisas Judaicas

Dois selos hebraicos da época do Primeiro Templo foram descobertos na Cidade de David
Foto: Cortesia - Coisas Judaicas
Jerusalém (TPS) – Dois selos de 2500 anos, que ostentam nomes hebraicos, foram descobertos na cidade de David, em Jerusalém. Um dos selos pertencia a um homem chamado "Sa'aryahu ben [filho de] Shabenyahu" e o segundo tem o nome "Elihana bat [filha de] Gael," um nome feminino, raro para selos daquela época.

"Encontrar selos que levam nomes da época do Primeiro Templo não é algo comum, e encontrar um selo que pertencia a uma mulher é algo ainda mais raro," disseram o Dr. Doron Ben-Ami, Yana Tchekhanovets e Salome Cohen, diretores de escavação, em nome da Autoridade de Antiguidades de Israel.

"A dona do selo tinha um status social excepcionalmente elevado em comparação com outras mulheres do período do primeiro templo", disseram os pesquisadores. "Ela tinha um status jurídico que permitia que ela se envolvesse em negócios e possuísse propriedades".

Os selos foram descobertos na escavação Givati, no Parque Nacional dos Muros de Jerusalém, perto do Muro das Lamentações. Após nove anos de escavações no antigo estacionamento, arqueólogos atingiram um estrato antigo, datado do período do Primeiro Templo, onde encontraram os dois selos dentro de uma estrutura feita de cantaria. Os pesquisadores acreditam que o edifício era usado como centro administrativo.

De acordo com os diretores de escavação, "selos pessoais como os da Elihana e Sa'aryahu eram usados para assinar documentos e frequentemente eram embutidos em um anel usado pelo proprietário. Os selos afirmavam a identidade, a genealogia e o status de seu proprietário."

"Selos pertencentes a mulheres representam apenas uma proporção muito pequena de todos os selos descobertos até hoje," disse Dr. Haggai Misgav da Universidade Hebraica de Jerusalém. "Isto é devido ao prevalente status econômico inferior das mulheres, com exceção a casos extraordinários como este."

As palavras espelhadas "a Elihana bat Gael" estavam inscritas em letras hebraicas antigas no selo da mulher, que era feito de pedra semipreciosa. A proprietária do anel é mencionada junto com o nome de seu pai.

"O nome Elihana não aparece na Bíblia, e não há nenhuma outra informação sobre a identidade da mulher,", acrescentou Dr. Misgav. "Mas o fato de que ela possuía um selo demonstra seu alto status social."
"O nome Eliha é conhecido de um selo amonita contemporâneo e é a forma feminina do nome bíblico Eli," disse ele. "O script no selo é notavelmente semelhante ao script em selos amonitas, que poderiam indicar a origem estrangeira do artesão que esculpiu o selo e, possivelmente da Elihana, que aparentemente veio do leste do Rio Jordão".

O segundo selo também estava inscrito de maneira espelhada, "a Sa'aryahu ben Shabenyahu". O nome Sa'aryahu aparece em um fragmento descoberto na cidade de Arad.

Fonte: TPS / Texto: Michael Bachner / Tradução: Bruno Scala / Foto: Cortesia

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics