Coisas Judaicas : A aclamada peça Silêncio será encenada em Duque de Caxias
[ ]
Latest News Updates
A aclamada peça Silêncio será encenada em Duque de Caxias
05/02/16 Posted by Coisas Judaicas


A aclamada peça Silêncio será encenada em Duque de Caxias
Crédito: Renato Mangolin
A  aclamada peça será encenada nos dias 19 e 21 de fevereiro, no Teatro Municipal  Raul Cortez, em Duque de Caxias.A novidade será a oficina que a autora e diretora Renata Mizrahi promove gratuitamente para atores, escritores e estudantes de teatro.

Humor, drama, histeria, compaixão, crueldade, saudosismo. Esses são os ingredientes da peça “Silêncio!”, receita deliciosa e bem sucedida de Renata Mizrahi, que volta ao Rio de Janeiro para mais duas apresentações em fevereiro durante sua turnê nacional. O espetáculo, que está em turnê pelo Brasil, terá duas encenações no Teatro Municipal Raul Cortez, em Duque de Caxias, nos próximos dias 19 e 21, como parte do Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2015/2016.  Os ingressos têm preços populares: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Na sexta, dia 19, Renata promoverá oficina gratuita voltada para atores, escritores e estudantes de teatro, das 15h às 18h.  

Para participar da oficina é simples: bastar enviar um email com uma carta de intenção e breve currículo com os dados para o endereço:  neiladelucena@gmail.com. As sessões serão às 21h na sexta e 19h no domingo. 

“Silêncio!” possui três prêmios no currículo – Melhor Atriz para Suzana Faini no Prêmio Cesgranrio e no Prêmio Fita, e Melhor Ator para Jitman Vibranovski (nesta temporada substituído por Rogério Freitas) no Prêmio Fita, os três em 2014 – e seis indicações: Melhor Texto no Prêmio Cesgranrio e no Prêmio FITA, Melhor Espetáculo Júri Popular no Prêmio FITA, Melhor Atriz para Suzana Faini no Prêmio Shell, Melhor Atriz Coadjuvante para Verônica Reis e Revelação para o ator Vicente Coelho, ambos no Prêmio FITA.

A direção do espetáculo é da própria autora com Priscila Vidca, dupla indicada ao prêmio revelação de Melhor Direção na FITA 2013 por “Os Sapos”, que concorreu também a Melhor Texto neste prêmio e no Cesgranrio 2014. No elenco, estão atores experientes, como Suzana Faini e Rogério Freitas, além de Verônica Reis, Karen Coelho, Alexandre Mofati Gabriela Estevão e Vicente Coelho.

Um jantar judaico é o pano de fundo para a discussão de um tema tabu até hoje: as jovens judias que vieram do Leste europeu no final do século XIX e início do século XX, e que se tornaram prostitutas na América, as famosas “polacas”. Os conflitos de gerações regem a peça que apresenta uma grande virada no final. O espetáculo tem diálogos dinâmicos, com boa dose de humor ácido e perturbador. Há tempos na mira de Renata Mizrahi, Suzana Faini representa com maestria a personagem Esther, a vaidosa e controladora matriarca da família.  
O texto foi escrito por meio do Edital Apoio à Pesquisa e Criação Artística 2010 do Governo do Estado do Rio de Janeiro e da Secretaria de Estado e Cultura. A autora foi selecionada para elaborar uma obra sobre seu tema de pesquisa: as chamadas “judias polacas” no Rio de Janeiro. A pesquisa contou com orientação de dramaturgia do diretor Moacir Chaves. Renata escreveu um texto que se passa nos dias atuais durante uma reunião familiar e, em seguida, foram realizadas três leituras dramatizadas na cidade. A tirar por essas leituras, o público vai se identificar de imediato com a história, baseada em afetos e comportamentos que frequentemente surgem nas reuniões familiares: humor, histeria, crueldade, compaixão e saudosismo.
As sessões contam com a presença de intérprete de libras, a linguagem brasileira de sinais, permitindo o aproveitamento da peça por portadores de deficiência auditiva.
Ações para Democratização de Acesso

A peça ainda fará ações para fomentar o interesse da população nas Artes Cênicas,como valor de ingresso acessível à maioria da população e ainda serão distribuídos 44 ingressos gratuitos para estudantes da rede pública de ensino, fomentando assim a formação de plateia.

Outra atividade na programação é o contato do público com a equipe da peça. No primeiro dia, a dupla Renata Mizrahi e Priscila Vidca ministrarágratuitamente a oficina “Introdução à Dramaturgia”, indicada para atores, escritores, estudantes de teatro e ao público em geral,entre 15h e 18h, Teatro Municipal Raul Cortez.  A oficina promove o estímulo à escrita dramatúrgica para teatro através de cenas curtas pautadas por temas contemporâneos, em diferentes gêneros. Serão feitas algumas improvisações sobre os textos produzidos com a orientação da diretora Priscila Vidca.



Por fim o público terá a oportunidade de conhecer o trabalho da renomada atriz Suzana Faini,que fará um debate após o espetáculo sobre a carreira que construiu ao longo de seus 82 anos.
“Este projeto foi selecionado pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2015/2016”
A Petrobras Distribuidora apresenta esta temporada, que circulará por Campinas/SP, Belo Horizonte/MG e Duque de Caxias/RJ, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura sob a realização do Ministério da Cultura.

SINOPSE:

A história se passa nos dias de hoje, num jantar de família judaico, onde a jovem Clara, neta da conservadora  matriarca Esther, cria confusão com sua avó após revelar que está fazendo uma pesquisa, a pedido de seu avô sobre as polacas: as jovens judias que vieram do Leste europeu no final do século XIX e início do século XX, e que se tornaram prostitutas na América, as famosas “polacas”. Ao mesmo tempo em que um segredo será revelado no final da noite. As revelações provocam indignação, brigas e um final surpreendente.

Sobre a autora e diretora:

Renata Mizrahi é vencedora do Prêmio Shell 2014 por “Galápagos”. A peça foi lida em novembro de 2015 Nova York através no evento “ContemporaryTheatrefrom Brazil atthe Martin E. Segal Center” na CunyUniversityfrom New York.Ganhou os prêmios ZilkaSalaberry de Melhor Texto em 2012 e 2010, pelas peças “Coisas que a gente não vê” e “Joaquim e as estrelas”. Foi indicada ao Prêmio Cesgranrio (2014) por Galápagos e “Silêncio!”. Por “Galápagos” também foi a melhor texto indicada ao Prêmio APTR(2014)  Por “Silêncio!” também foi indicada a melhor texto FITA 2014. 

“Silêncio!” Participou da Mostra Oficial do Festival de Curitiba 2015. “Os Sapos”, outra peçapremiada, também foi contemplado pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2015/2016 e se apresentará nas cidades de Aracajú (SE) e Salvador (BA).


Em 2015 estreou “WAR”, com direção de Diego Molina, obtendo sucesso de público e crítica.Em 2014 teve seu esquete “Isso Foi Apenas Uma Cena Curta” encenado em Londres no evento “Vozes Contemporânea do Brasil” no Theatre 503.Em 2013, foi indicada ao Prêmio FITA 2013 de Melhor Texto e Revelação de Melhor Direção pela sua peça adulta “Os Sapos.” Renata ainda foi indicada ao Prêmio ZilkaSalaberry 2013 pelo texto “Nadistas e Tudistas”, com direção de Daniel Herz. 


Outras peças encenadas: “Bette Davis e a Máquina de Coca-Cola”, direção de Diego Molina, “O Jardim secreto”, direção de Rafaela Amado e Mariah Stuart; “Momo e o senhor do tempo”, direção de Cristina Moura; “Caixa de Phósphourus”, Direção de Susanna Kruger, “Nada que eu disser será suficiente até que o sol se ponha”, direção de Diego Molina (2006-2008); “Um dia Anita” (com Julia Spadaccini), direção de Diego Molina, entre outras.

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics