Coisas Judaicas : Suécia planeja expulsar 80 mil migrantes
[ ]
Latest News Updates
Suécia planeja expulsar 80 mil migrantes
28/01/16 Posted by Coisas Judaicas

Suécia planeja expulsar 80 mil imigrantesSuécia planeja expulsar 80 mil migrantes que tiveram asilo negado.

País não tem conseguido acolher dezenas de milhares de refugiados que chegam.

ESTOCOLMO – A Suécia prepara a expulsão de até 80 mil imigrantes que chegaram ao seu território em 2015 e tiveram pedido de asilo rejeitado, declarou nesta quarta-feira o ministro do Interior, Anders Ygeman. O governo tinha pedido à polícia e ao Departamento de Migrações que organizassem as devoluções, mas o processo pode levar vários anos. O país já havia anunciado reforço às autoridades policiais após o assassinato de uma funcionária de um centro de refugiados.

— São atualmente 60.000 pessoas, mas isto pode aumentar até as 80.000 — indicou o ministro em entrevista ao jornal financeiro Dagens Industri (DI).

Apesar de as expulsões serem feitas através de voos comerciais, Ygeman admitiu que será necessário o eventual uso de voos charter, especialmente fretados para as devoluções, já que o país não tem conseguido lidar com a falta de estrutura para abrigar tantas pessoas.

Em 2015, 163 mil refugiados apresentaram pedido de asilo na Suécia. Dos 58.800 casos tratados no ano passado, o Departamento de Migrações aceitou 55%. Comparando este fluxo com a Alemanha, que recebeu 1,1 milhão de pessoas em 2015, Estocolmo teria recebido o equivalente a 1,3 milhão caso tivesse a população alemã (80 milhões).

O país já havia revertido sua política de portas abertas e introduzido controles nas fronteiras. Autoridades também tentam conter ataques xenofóbicos a centros de refugiados.

O choque provocado pelo assassinato de uma funcionária de um centro de refugiados por um menor de 15 anos fez a Suécia requerer mais esforços policiais. Alexandra Mezher, de 22 anos e origem libanesa, foi morta a facadas na segunda-feira por um adolescente que residia no centro de Molndal (no Oeste). Não se sabe o país de origem do atacante, que foi preso.



— É um crime terrível. Muitos na Suécia temem que mais casos assim ocorram. As autoridades policiais têm uma carga de trabalho mais pesada por causa da situação dos refugiados e precisam de mais recursos — afirmou o premier Stefan Lofven.

Deixe um comentário


Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

1 Comentários:

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics