11/12/2015

Turistas russos o novo enfoque de Israel

Turistas russos o novo enfoque de IsraelIsrael está lançando uma campanha para atrair turistas russos, comercializando o país como uma alternativa para a Turquia e Egito, segundo funcionários israelenses do turismo disseram esta semana.

A campanha foi motivada em parte pela recente explosão de um avião russo sobre a Península do Sinai do Egito, além da derrubada de um caça russo na fronteira com a Turquia.

A Rússia respondeu suspendendo voos de e para o Egito e impondo sanções sobre a Turquia, que incluem uma proibição da venda de pacotes turísticos. Ambos os países normalmente atraem vários milhões de turistas russos a cada ano, criando novas oportunidades para os operadores turísticos israelenses.

O Ministro do Turismo de Israel, Yariv Levin, disse que seu país está oferecendo dois tipos de excursões para os russos – uma "sol e mar" na cidade do resort do Mar Vermelho de Eilat, que faz fronteira com a península egípcia e pacotes que incluem paradas em Jerusalém, Tel Aviv e no Mar Morto.

"Esperamos ver um afluxo de turistas logo nas próximas semanas", disse ele.

Ele disse que a campanha inclui a publicidade tradicional, parcerias com operadoras turísticas russas e trazer celebridades russas a Israel para "fazer propaganda." Ele disse que as atrações comercializadas iriam incidir sobre o clima leve de Israel, seus locais históricos e religiosos, bem como praias e vida noturna, e ao grande número de imigrantes de língua russa da antiga União Soviética que vivem atualmente em Israel.
Turistas russos o novo enfoque de Israel
"Turistas russos em Israel realmente se sentem em casa e podem perguntar e falar e receber informações em russo sem qualquer problema", disse ele.

Israel, claro, enfrenta seus próprios desafios em atrair turistas. O país tem sido envolvido em um ataque de dois meses de violência caracterizado por esfaqueamentos, tiroteios e ataques palestinos em automóveis.

Levin disse que, apesar da violência, Israel é "um dos lugares mais seguros do mundo para os turistas."

Ele apontou para a baixa taxa de criminalidade de Israel e citou os ataques terroristas de Paris e da Califórnia como exemplos de destinos turísticos populares que não escaparam de ataques em larga escala.

A campanha israelense tem perturbado alguns no Egito. "Eles estão explorando a situação", disse Khaled Fouda, governador da região do Sul do Sinai no Egito, numa entrevista recente, referindo-se aos israelenses.

Levin rejeitou tais sugestões, afirmando que a campanha israelense era susceptível de atrair apenas uma pequena percentagem dos 3 milhões de russos que visitam o Sinai a cada ano. Ele acrescentou que a campanha poderia também ajudar a revitalizar o turismo em toda a região.

Ilanit Melchior, diretora de turismo da Autoridade de Desenvolvimento de Jerusalém, disse que cerca de 450.000 turistas russos visitam Israel a cada ano e ela espera que a campanha aumente esse número em 10%.

SHARE THIS

Author:

Dúvidas, sugestões de pautas, críticas, publicidade, parcerias, etc. Entre em contato pelo seguinte email: coisasjudaicas@gmail.com

0 Comentários:

Deixe sua opinião