Coisas Judaicas : Tecnologia israelense para Cidades Inteligentes
[ ]
Latest News Updates
Tecnologia israelense para Cidades Inteligentes
04/12/15 Posted by Coisas Judaicas

Desafio Solar Brasil em Búzios mostra o potencial da tecnologia israelense para Cidades Inteligentes

Tecnologia israelense para Cidades InteligentesCompetição com barcos movidos a energia solar organizada pela Ampla, UFRJ e Prefeitura de Búzios foi realizada pelo terceiro ano consecutivo na cidade sede do projeto Cidade Inteligente Búzios.
Um evento que une esporte, inovação e educação agitou a cidade de Armação dos Búzios entre os dias 11 e 15 de novembro. O “Desafio Solar Brasil”, iniciativa da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), por meio do NIDES (Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social), em parceria com a concessionária Ampla e apoio da Prefeitura de Búzios, reuniu equipes de sete estados do país em uma competição entre barcos elétricos movidos a energia solar na Orla Bardot.
O objetivo era estimular o desenvolvimento de novas tecnologias em fontes de energia limpa e renovável para aplicação em projetos de mobilidade. O evento integra o Cidade Inteligente Búzios, projeto de pesquisa e desenvolvimento realizado pela Ampla desde 2012.
soalr
O “Desafio Solar Brasil” deste ano contou com a participação de 18 equipes. Ao todo, 300 universitários e mais de 50 professores e pesquisadores estavam envolvidos no projeto. Com o evento, a Enel Brasil – que controla a Ampla e a Prátil, empresa especializada soluções em Eficiência Energética e Energia Solar – quer estimular o uso de microgeração de energia solar no país.
O Desafio Solar Brasil integra o projeto Cidade Inteligente Búzios, que é uma aposta estratégica do Grupo Enel, por meio da distribuidora Ampla, em pesquisa e desenvolvimento de redes inteligentes de distribuição de energia.
Sobre o projeto “Cidade Inteligente Búzios”
Tecnologia israelense para Cidades Inteligentes
O projeto Cidade Inteligente Búzios é uma aposta estratégica do Grupo Enel, por meio da distribuidora Ampla, em pesquisa e desenvolvimento de redes inteligentes de distribuição de energia (smart grids), como base do novo modelo energético. A iniciativa conta com a instalação e integração de tecnologias de distribuição e medição inteligente de energia, tais como Infraestrutura de medição avançada (AMI), automação da rede com recomposição automática, instalação de fontes de geração de energia renovável conectadas à rede de distribuição, entre outras, juntamente com projetos socioambientais voltados para o consumo consciente de energia e outros recursos, além de geração de renda e formação de redes de relacionamento.
Participação Israelense no Projeto
Durante a apresentação realizada no evento, o Cônsul para Assuntos Econômicos de Israel, Daniel Kolbar, destacou o papel que Israel tem assumido desde o início dos anos 50 no desenvolvimento de tecnologias ambientalmente corretas para lidar com seus escassos recursos energéticos e com a disponibilidade limitada de água. Destacam-se, dentre as diversas tecnologias mencionadas em sua apresentação, as tecnologias participação das empresas ARAD e PANORAMIC no projeto.
Tecnologia israelense para Cidades Inteligentes
Cônsul Daniel Kolbar em apresentação durante o Desafio Solar
ARAD, líder mundial em soluções e serviços para medição de água, é fornecedora dos medidores de alta qualidade e sistemas avançados de gerenciamento utilizados na Cidade Inteligente e a Panoramic, de solução projetada para dar visibilidade em tempo real em operações de energia, permitindo reduzir o consumo de energia, os custos operacionais e aumentar a eficiência operacional global, está em negociações para entrar no mesmo.
 “A energia solar é a maior e mais impressionante fonte de energia em nosso mundo” disse o ex-Primeiro-Ministro israelense, David Ben Gurion, já em 1955. Atualmente, pelo menos 90% das residências israelenses usam energia solar para aquecer a água.
Segundo o Global Cleantech Innovation Index, Israel é o líder mundial em Cleantech. Os fatores que contribuem para o sucesso do setor no país são os incríveis esforços em pesquisa e desenvolvimento, a qualidade das instituições acadêmicas e os incentivos do governo – que compartilha os riscos dos novos negócios – e o espírito empreendedor israelense, que predispõe as startups a utilizar a inovação como um mecanismo de sobrevivência.
Fonte: Itrade e Ampla

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics