Coisas Judaicas : O Estado de Israel vai conceder porte de arma a ex-soldados ultra-ortodoxos
[ ]
Latest News Updates
O Estado de Israel vai conceder porte de arma a ex-soldados ultra-ortodoxos
16/12/15 Posted by Coisas Judaicas

O Estado de Israel vai conceder porte de arma a ex-soldados ultra-ortodoxos para incrementar segurança local

No começo da semana, o ministro da Segurança Pública, Gilad Erdan, anunciou o início de um processo que vai acelerar a concessão de licenças para o porte de armas a ex-soldados do Exército de Israel (IDF) da unidade Nahal Haredi, uma unidade de soldados ultra-ortodoxos. A decisão foi tomada levando em consideração a percentagem significativa de ataques terroristas ocorridas em bairros ultra-ortodoxos.

"Esta iniciativa proverá uma solução para a falta de armas em centros de população Haredi (termo usado para identificar judeus ultra-ortodoxos)", disse o ministro Erdan. "Os civis capacitados em armamento operacional são um multiplicador de forças em nossa luta contra o terror. Portanto, eu tenho agido para aliviar a restrição ao porte de armas para o público Haredi, como o público que é o principal alvo dos assassinos hediondos”, explicou o ministro.

A Fundação Nahal Haredi vai ajudar no processo de composição de uma lista de ex-soldados da IDF da unidade Nahal Haredi, que vivem em bairros ultra-ortodoxos, a buscarem o porte de armas. "Com a nossa ajuda, isso será um pouco mais fácil e mais rápido para nossos veteranos conseguirem a aprovação", disse Yonatan Branski, diretor-geral da Fundação Nahal Haredi para a Agência TPS.

Branski observou a necessidade do papel da Fundação em acelerar o processo de aprovação. "Enquanto pessoas comuns podem se candidatar a uma licença de porte de arma, o problema  é que é mais difícil aqui obter a aprovação, do que num país como os EUA, onde qualquer um  pode ir e comprar uma arma", destacou Branski.

A necessidade de se acelerar o processo de aprovação para os ex-soldados da Nahal Haredi, segundo ele, se deve ao fato de que a posse de armas entre a comunidade ultra-ortodoxa é incomum.

"Nosso propósito neste processo é tornar mais fácil e mais rápido para esses ex-soldados ultraortodoxos receberem a aprovação para a posse de armas, porque entendemos que a maior vulnerabilidade do problema é em bairros ultra-ortodoxos, onde não há muitas pessoas armadas ", explicou  Branski à TPS.

Branski informou que o alvo dos ataques terroristas nos últimos meses foi principalmente pessoas na polícia, militares uniformizados e judeus ultra-ortodoxos. Até agora, a Fundação Branski deu passos significativos para agilizar o processo de autorização do porte de arma a esse grupo da sociedade israelense.

Nas primeiras 24 horas após o anúncio do ministro Erdan, foram recebidas cerca de 100 cartas de veteranos solicitando o porte de armas. Segundo Branski, quando a unidade policial recebe as solicitações da Fundação Nahal Haredi, eles automaticamente reconhecem que elas são de alta prioridade. "Estamos agradecidos ao ministro Erdan e ao chefe executivo de Ofício do gabinete de Segurança Pública, Rotem Peleg, pelo envolvimento rápido e eficiente deles sobre essa questão", concluiu Branski.

Fonte: TPS / Texto: Jonathan Benedek / Tradução: Renata Christofoletti / Foto: Hilel Maeir

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics