Coisas Judaicas : Mulheres cristãs contra o Estado Islâmico
[ ]
Latest News Updates
Mulheres cristãs contra o Estado Islâmico
18/12/15 Posted by Coisas Judaicas

 Mulheres cristãs contra o Estado Islâmico
Mulheres cristãs constituem milícia síria contra o Estado Islâmico.

Hasakah, Síria - Babylônia não se arrepende de deixar para trás seus dois filhos e seu trabalho como cabeleireira para se juntar a uma milícia cristã do sexo feminino que luta contra o grupo Estado Islâmico na Síria.

Esta mulher de olhar feroz, 36 anos, com uniformes da minoria cristã síria no nordeste acredita que ela está lutando por um futuro seguro para seus filhos.


"Eu sinto falta de Limar e Gabriella e me preocupo se eles estão com fome, sede ou frio. Mas eu tento dizer a eles que eu estou lutando para proteger seu futuro", disse.

Babylônia pertence a um pequeno batalhão, recentemente criado de mulheres sírias cristãs na província de Hasakeh, que estão lutando contra o IS.

Elas estão seguindo os passos de outra força feminina principal da Síria lutando contra os jihadistas - As mulheres da YPJ, a contraparte feminina à curda Proteção de Unidades Populares ou YPG.

Até agora, a nova força é pequena com cerca de 50 graduadas, tão longe de seu campo de treinamento na cidade de Al-Qahtaniyeh, também conhecido como Kabre Hyore em sírio, e Tirbespi em curdo.

 Mulheres cristãs contra o Estado Islâmico

Mas as "Female Protection Forces of the Land Between the Two River" - a área entre as vias navegáveis do Tigre e Eufrates historicamente habitadas por sírios - está repleta de mulheres ansiosas para provar o seu valor contra o IS.

Na verdade, foi o marido de Babylônia que a encorajou a deixar Limar, de nove anos, e Gabirella de seis anos de idade, e se juntar a unidade cujas primeiras recrutas se formaram em agosto.

Ele mesmo é um lutador, ele pediu a ela para pegar em armas para "lutar contra a ideia de que a mulher síria não é boa para nada, exceto o serviço de limpeza e maquiagem", disse ela.

"Eu sou uma cristã praticante, pensando em meus filhos me faz mais forte e mais determinada na minha luta contra o Daesh", acrescentou Babylônia, usando o acrônimo em árabe para IS.

Os cristãos sírios pertencem à tradição cristã oriental e oram em aramaico. Eles incluem católicos e ortodoxos, e constituem cerca de 15 por cento dos 1,2 milhões de cristãos da Síria.

Antes do conflito começar, em março de 2011, os cristãos de cerca de 11 seitas diferentes constituíam cerca de cinco por cento da população.

A primeira ação significativa da unidade foi estar ao lado das Forças Democráticas sírias, recém-criadas, uma coligação de combatentes curdos, árabes e cristãos, que recentemente recapturaram a cidade estratégica de Al-Hol.

 Mulheres cristãs contra o Estado Islâmico

"Eu tomei parte em uma batalha pela primeira vez na área de Al-Hol, mas a minha equipe não foi atacada pelo IS", disse Lucia de 18 anos, que desistiu de seus estudos para se juntar à milícia.

Sua irmã também se juntou, contra a vontade de sua mãe relutante.

"Eu luto com uma Kalashnikov, mas eu ainda não estou pronta para me tornar uma atiradora de elite", disse a adolescente tímida, com um crucifixo de madeira ao redor de seu pescoço e uma bandana camuflada amarrada em volta de sua cabeça.

Al-Hol, que fica numa rota chave entre territórios e controles na Síria e no Iraque, foi a primeira grande vitória para a SDF, que conquistou cerca de 200 aldeias da região nas últimas semanas.

Elas receberam apoio aéreo na luta da coalizão liderada pelos EUA contra o IS, assim como algumas de armas americanas.

Ormia, 18, achava a batalha aterrorizante em primeiro lugar.

"Eu estava com medo do barulho de canhões disparando, mas o medo rapidamente foi embora", disse ela.

"Eu gostaria de estar na linha da frente na luta contra os terroristas".

Lutadores do batalhão treinam em um antigo moinho em um programa que inclui técnicas militares, fitness e elementos acadêmicos.

 Mulheres cristãs contra o Estado Islâmico

Com a sua experiência de combate limitado, a unidade por hora se concentra principalmente na proteção da maioria cristã das partes da província de Hasakeh.

Thabirta Samir, 24, que ajuda a supervisionar o treinamento, estima que cerca de 50 lutadoras se formaram até agora.

"Eu costumava trabalhar para uma associação cultural síria, mas agora eu tenho prazer em trabalhar no campo militar", disse ela.

"Eu não tenho medo do Daesh, e estaremos presente nas próximas batalhas contra os terroristas".

 Mulheres cristãs contra o Estado Islâmico

Samir disse que tanto locais como "forças estrangeiras" ajudaram a treinar as mulheres, sem especificar a nacionalidade dos estrangeiros.

No final de novembro, fontes curdas disseram que soldados dos EUA haviam entrado na cidade de Kobanî, no norte da Síria, para treinar combatentes curdos e planejar ofensivas.

Algumas mulheres citaram o Sayfo ("Espada"), massacre em 1915 de sírios, assírios e caldeus cristãos como razões para se juntar à unidade.

"Somos uma comunidade que é oprimida por outras pessoas", disse Ithraa, de 18 anos. Ela se juntou a quatro meses atrás inspirada pela memória de Sayfo, em que as autoridades otomanas disseram ter matado dezenas de milhares de cristãos na Turquia e no Irã.

Ela disse que a comunidade esperava evitar um novo massacre como aquele cometido pelos otomanos ... quando eles tentaram apagar a nossa identidade cristã e síria.

Coisas Judaicas: www.coisasjudaicas.com
Anuncie: (21) 987763876 e  coisasjudaicas@coisasjudaicas.com
Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico
Fonte: Agências de notícias Shemá e Tazpit

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

1 Comentários:

  1. O CRISTÃO DEVE LUTAR NUMA GUERRA!

    Por que você acha que um dos nomes de Deus é o "SENHOR DOS EXÉRCITOS"?! Por que você acha que o próprio Deus disse em Eclesiastes 3:8 que "há tempo para tudo: para amar, para GUERREAR..."? Por que Deus ordenou ao povo de Israel que para a conquista da Terra Prometida fossem dizimados e exterminados cerca de 15 povos, incluindo mulheres, crianças e idosos? Abrão era o pai da fé e lutou em muitas guerras e venceu; Gideão ganhou batalhas; Josué lutou contra os amalequitas e venceu; o Rei Davi guerreou contra diversos povos e venceu. Aliás, ele pede no Salmo 144:1 que "Deus o adestre para a GUERRA". Mas os que lêem a bíblia superficialmente e se dizem conhecedores da Palavra vão dizer que Deus ordenou a guerra contra os povos inimigos só no Antigo Testamento, que no Novo Testamento não há nenhuma ordenança sobre isso. Argumento falso! DEUS NÃO MUDA! É só ler Malaquias 3:6 e Tiago 1:7. Deus não muda! É o mesmo ontem, HOJE e amanhã! Mas vamos ao Novo Testamento. O Apóstolo Paulo em Romanos 13:1-7 escreve que "devemos no sujeitar às autoridades, ao Estado, que tem sobre todo cidadão o direito de vida e de morte com vistas à manutenção da ordem social". E ai daquele que resistir ao Governo, pois estará resistindo ao próprio DEUS!!! Deus apóia a guerra justa! Se assim não fosse, não existiriam os policiais e soldados que tem a missão de trazer a ordem e a paz, mesmo que isso signifique matar seu semelhante. Por que você acha que Jesus em Lucas 3:14 não repreendeu o soldado para que abandonasse as armas? Jesus "esqueceu" de dizer da proibição de matar o próximo numa ocasião de guerra? Tenho certeza que não! Pedro é muito claro: "sujeitai-vos, pois, a toda ordenação humana por amor do Senhor; quer ao rei, como superior; quer aos governadores, como por ele enviados...". (1 Pedro 2:13-14). Ele reconhece que o Governo é instituído por Deus e que o cristão deve sempre se submeter ao Governo debaixo de Deus. O cristão deve responder à chamada do Governo para ir à guerra, porque Deus deu a autoridade de espada às autoridades governantes. Para os cristãos reformados, o Catecismo de Westminster (Londres, Inglaterra), quando as maiores autoridades da igreja da Inglaterra na época se reuniram por 6 anos (1643 a 1649), inspirados pelo Espírito Santo de Deus, registraram na pergunta 136 que o cristão deve MATAR numa guerra legítima, em justiça pública e numa defesa necessária.
    Por fim, quem pensa o contrário NÃO CONHECE a bíblia e ao Deus que serve!!!

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics