Coisas Judaicas : Líder do Hezbollah morre em ataque aéreo israelense na Síria
[ ]
Latest News Updates
Líder do Hezbollah morre em ataque aéreo israelense na Síria
20/12/15 Posted by Coisas Judaicas

Líder do Hezbollah morre em ataque aéreo israelense na Síria
BEIRUTE — O líder do Hezbollah, Samir Qantar, foi morto em um ataque aéreo israelense em Damasco na manhã de domingo, informaram o grupo xiita libanês e fontes do governo sírio.


Israel comemorou sua morte, dizendo que ele estava preparando ataques ao país a partir do território sírio, mas não chegou a confirmar a responsabilidade pelo ataque que o matou.

Hezbollah disse que Qantar foi “martirizado” em um ataque israelense no bairro residencial de Jaramana, na capital síria, mas não deu detalhes.

Israel libertou Qantar, um druso, em 2008, como parte de uma troca de prisioneiros com o Hezbollah. Acredita-se que ele se juntou ao grupo e enviou centenas de seus membros para lutar ao lado das forças leais ao presidente sírio, Bashar al-Assad. Em sua libertação, Qantar foi recebido como um herói em Beirute.

A mídia oficial do Hezbollah disse que Qantar será enterrado na segunda-feira em um cemitério xiita em seu principal reduto de Dahiya, nos subúrbios ao sul de Beirute. O grupo abriu um espaço de condolências para receber o público.

O ministro da Informação sírio, Omran al-Zubi, disse que as autoridades estavam investigando o ataque, culpando Israel indiretamente.

— O partido que ganha mais com o assassinato de Qantar é o inimigo sionista que conhecemos muito por esses ataques covardes — disse Zubi à Manar, canal de TV do Hezbollah.

Opiniões:

Justiça histórica foi feita. Há um juiz ", disse Samadar Haran, depois de ouvir a notícia da eliminação do líder do Hezbollah, Samir Kuntar, que assassinou o marido e a filha dela em um ataque terrorista em 1979, na cidade de Nahariya, no norte de Israel .

Kuntar nassceu de uma família drusa libanesa, se juntou a Frente de Libertação da Palestina, e com outros terroristas se infiltram em Israel com um barco de borracha. Eles chegaram na costa da então pequena cidade de Nahariya e mataram  o policial Eliyahu Shahar. Em seguida, eles invadiram a casa da família Haran, onde eles levaram o pai, Dani, e sua filha de quatro anos, Einat, como  refém; enquanto a mãe, Smadar e sua filha de dois anos, Yael escondiam  no armário.
Kuntar, que estava então com 16 anos, e os outros três terroristas levaram  os reféns para a praia, onde um tiroteio irrompeu com as forças de segurança israelenses. Durante o mesmo, Kuntar atirou e matou Dani Haran e esmagou o crânio de Einat com a coronha de sua arma, matando-a também. O bebê Yael sufocado por sua mãe, que tentou parar de chorar e revelou o local onde os dois estavam se escondendo. Esse é o Kuntar, um monstro.

Conselheiro

O ex-conselheiro de segurança nacional israelense Yaakov Amidror disse nesse domingo que Kantar estava  "muito ativo na parte norte das Colinas de Golã no lado sírio, encarregado de preparar na área para ataques contra Israel."
"E se ele foi neutralizado por alguém, é uma boa notícia para o Estado de Israel", disse Amidror, mas acrescentou que ele não sabia se Israel foi responsável por sua morte. Perguntado por que Israel não reivindica crédito por esses incidentes, ele disse que o torna menos provável para o outro lado para retaliar.




Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

1 Comentários:

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics