Israel demoliu nesta quarta-feira a casa de um palestino autor de um atentado no campo de refugiados de Chouafatl, em Jerusalém Oriental, Este, o que provocou confrontos entre as forças israelenses e os moradores.
O Crescente Vermelho (Cruz Vermelhas nos países muçulmanos) informou sobre vários feridos, sem revelar mais detalhes.
As autoridades israelenses isolaram a região e enviaram centenas de soldados e policiais para a operação, já imaginando possíveis confrontos em um campo de refugiados acostumado aos choques com as forças israelenses.
A resistência dos habitantes não impediu a demolição da casa, no entanto.
A casa demolida pertencia a Ibrahim al-Akari, que cometeu um atentado com seu veículo em 5 de novembro de 2014 e matou duas pessoas, anunciou a porta-voz da polícia, Louba Samri.
Dois israelenses, incluindo um guarda de fronteira, morreram e vários ficaram feridos quando Ibrahim al-Akari, de 38 anos, avançou com seu veículo contra um grupo de policiais, antes de atropelar pedestres em uma rua que separa Jerusalém Ocidental de Jerusalém Oriental.
A polícia matou o agressor depois que ele saiu do veículo e tentou agredir as pessoas com uma barra de ferro.
Com a atual onda de violência, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu decidiu acelerar as demolições das casas dos autores de atentados. Os críticos denunciam a medida como um aumento do castigo coletivo, que afeta as famílias sem casa.
O governo israelense defende o efeito dissuasivo das demolições sobre aqueles que pensam em cometer ataques.
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião