Coisas Judaicas : Especialistas analisam a política israelense de demolição de casas de terroristas
[ ]
Latest News Updates
Especialistas analisam a política israelense de demolição de casas de terroristas
12/10/15 Posted by Coisas Judaicas



Por Alexander J. Apfel

(TPS) O último ciclo de atividades terroristas em Israel fez o
governo considerar medidas mais rigorosas para evitar a onda de violência, em
particular na Cidade Velha de Jerusalém. O governo renovou suas medidas
punitivas da demolição de casas pertencentes a autores de atos terroristas. No
entanto, alguns especialistas têm levantado dúvidas sobre a eficácia da
política como uma dissuasão para novos ataques.


Em uma entrevista com a Agência TPS, o professor Esteban Klor, do Departamento de
Economia da Universidade Hebraica de Jerusalém, afirmou que as demolições só
têm um impacto limitado. Klor, que é coautor em uma pesquisa de maio de 2014,
sobre o impacto da demolição de casas na prevenção de ataques suicidas, disse que,
enquanto se destroem casas certamente isso vai diminuir a vontade imediata desses
indivíduos para cometer ataques, "tais efeitos não são de longa duração".

De acordo com Klor, "o efeito de diminuir a probabilidade desaparece
completamente dentro de dois meses. Em outras palavras, existe um efeito
imediato, mas a magnitude é muito pequena. Então, se você me perguntar se isto
é eficaz e vai resolver o problema, eu diria que não".

Ele acrescentou que as medidas do governo são utilizadas para "enviar
mensagens para o público israelense de que as pessoas estão sendo punidas e não
para o público palestino".




Itzik Shadni, tenente-coronel das Forças de Defesa de Israel, não concorda completamente
com o professor. Ele disse à TPS que a política é realmente concebida para
enviar uma mensagem para terroristas palestinos potenciais, mas não pode
produzir resultados sem medidas tomadas em paralelo com a política de demolição
das casas.

"Você tem que tomar uma variação das ações, a fim de destruir este terror. Um
deles é destruindo casas. Outras medidas deverão existir, se um terrorista veio
de certa aldeia, em seguida, a vila deve estar no bloqueio por um mês. Eles podem
comer, beber e seguir suas vidas diárias, como de costume e em paz. Mas eles
não podem estar aptos para trabalhar, disse Shadni.

Ele acrescentou que a forma como a política de demolição de casas está sendo
implementada atualmente está fadada ao fracasso, dado os intervalos entre os
ataques e a demolição. "Ontem eles destruíram duas construções em
Jerusalém por algo que aconteceu cerca de um ano e meio atrás". Shadni
disse que "após uma hora as casas deverão ter desaparecido. Não mais do
que uma hora. Faça isso algumas vezes, eu garanto que o terror vai diminuir".

As Forças de Defesa de Israel anunciou na última terça-feira (6/10) que tinham
demolido as casas de dois homens palestinos da Jerusalém Oriental por ataques
terroristas cometidos em 2014. As casas pertenciam a Ghassan Abu Jamal e
Muhammed Naif El-Jaabis. Em 17 de Novembro de 2014, El-Jaabis e seu irmão
assassinaram quatro homens judeus e um policial druso com um cutelo e uma arma.
Jamal bateu uma escavadora em um ônibus em 4 de agosto, no mesmo ano.


Crédito da foto: Hillel Maeir, TPS / Cena do ataque por esfaqueamento pelo palestino
que feriu um estudante da yeshiva na Colina das Munições de Jerusalém, em 8 de
outubro.

Tradução: Aguinaldo Wechesler






Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics