Latest News

loading...

23/09/2015

Mulher de 91 anos é acusada de ser cúmplice da morte de 260 mil judeus

 Mulher de 91 anos é acusada de ser cúmplice da morte de 260 mil judeus
Alemanha: Mulher de 91 anos é acusada de ser cúmplice da morte de 260 mil judeus O Ministério Público da Alemanha acusou formalmente uma idosa de 91 anos de coparticipação no assassínio de 260 mil pessoas durante o Holocausto. 

A mulher, cuja identidade não foi revelada, era membro do exército nazista e serviu no complexo de Auschwitz, na Polônia.

A mulher trabalhou como operadora de rádio para o comandante do campo de concentração entre Abril e Julho de 1944, indicou Heinz Doellel, porta-voz da Procuradoria-Geral do estado alemão de Schleswig-Holstein.
Segundo o Ministério Público, a idosa pode ser julgada por cumplicidade nos assassínios pois participou nas funções operacionais naquele campo de extermínio, onde mais de um milhão de judeus foram mortos.
Se a justiça acolher a denúncia, o julgamento deverá realizar-de no próximo ano.
Em Julho, Oskar Groning, 94 anos, conhecido como o «contador de Auschwitz», foi condenado a quatro anos de prisão pelo mesmo motivo. Era responsável pelo confisco dos pertences e dinheiro dos judeus que chegavam ao campo de concentração.
Há quatro anos, o ucraniano John Demjanjuk, que foi guarda voluntário no campo de Sobibor, na Polônia ocupada, foi condenado a cinco anos de prisão. A sua condenação criou jurisprudência para julgar por crimes de guerra não só os que intervieram diretamente, mas também os considerados cúmplices da máquina de morte nazista.

Google+ Followers

Seguidores