Coisas Judaicas : História da Comunidade Sefaradí do Rio de Janeiro
[ ]
Latest News Updates
História da Comunidade Sefaradí do Rio de Janeiro
27/09/15 Posted by Coisas Judaicas

A comunidade Sefaradí do Rio de Janeiro, nos anos 30, reúnida na
Sociedade Bené Herzl

A história dos judeus sefaradis está entrelaçada com a história do Brasil. Desde 1500, ano de sua descoberta, judeus e cripto-Judeus começaram a chegar no Brasil em busca de refúgio e tranquilidade espiritual.

A primeira presença judaica no Rio de Janeiro, foi de conversos que viram entre os séculos 16 e 18. Estima-se que mais de 50% dos imigrantes de Portugal durante o período colonial eram conversos, fugindo da Inquisição. A Inquisição acusou e processou mais de 300 cristãos-novos no Rio de Janeiro e seus arredores pela prática do judaísmo.

Em 1822, o Brasil tornou-se uma monarquia independente de Portugal. Dois anos mais tarde, a primeira Constituição delineou a liberdade de religião, permitindo que mais judeus começassem a se estabelecer na região. 

Depois de 1808 judeus marroquinos começaram a chegar no Brasil. Mais tarde mudaram-se para o Rio de Janeiro, que era a capital do país. Em 1840 os judeus marroquinos fundaram a "União Shel Guemilut Ḥassadim", que veio a ser a primeira organização comunal para a incipiente Comunidade.

De acordo com a "Biblioteca Virtual judaica", um número de organizações judaicas no Rio de Janeiro surgiram durante a última parte do século XIX, incluindo o "Alliance Israelite Universelle" (1867), "Sociedade Israelita União do Brasil" (1873) e a "Sociedade Israelita fazer rito Português".

Em torno do século XX existiam duas sinagogas no Rio de Janeiro, uma composta por imigrantes europeus ocidentais e outra por imigrantes do norte da África.

A comunidade Sefaradí do Rio de Janeiro, nos anos 30, reúnida na
Sociedade Bené Herzl
Após 1900, o Rio experimentou uma nova onda de imigração. No final da primeira guerra mundial, a comunidade judaica do Rio era  estimada em 2.000 pessoas, com seu epicentro cultural e social, localizado no Praça "Onze", no centro da cidade.

Entre os anos 1920 e 1930 formaram-se várias instituições sociais judaicas na cidade.

Judeus de diferentes comunidades da Turquia e dos Balcãs  chegaram ao Rio de Janeiro no início do século XX. Em 1921, os judeus Sefaradis, da Grécia e da Turquia (Izmir Urla, Thessaloniki, Kastoria, Chios, Rodes,...) formaram a sociedade sionista Bene Herzl. Desta sociedade foram criadas nas décadas seguintes, o "Clube israelita Brasileiro-CIB", os "Lar dos Velhos Bene-Herzl" e a Sinagoga Beth -El. Em 1967 foi criada uma entidade que congrega estas três entidades Sefaradis, que foi chamado de "Centro Israelita Brasileiro Bene-Herzl".

A comunidade Sefaradí do Rio de Janeiro, nos anos 30, em uma festa de Purim na Sociedad Bené  Herzl

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics