Coisas Judaicas : Farsa: 80% dos refugiados da devastada Síria não são da Síria
[ ]
Latest News Updates
Farsa: 80% dos refugiados da devastada Síria não são da Síria
21/09/15 Posted by Coisas Judaicas

Farsa: 80% dos Refugiados da  Devastada Síria NÃO SÃO da Síria
19 de Setembro de 2015
“Muitos daqueles que optaram por arriscar a vida em direção à Europa, o fizeram por razões econômicas.” afirmou Davies. Ah, então é isso: Em Fevereiro último, o Estado Islâmico (ISIS) disse que em breve inundaria a Europa com até 500.000 refugiados. Mas, não faria isso agora, será? Inconcebível! E o Ministro da Educação Libanesa disse recentemente que existem 20.000 jihadistas entre os refugiados acampados no seu país. Mas, não irão em direção à Europa, será? Inconcebível! Os 80% de migrantes que alegam estar fugindo da guerra na Síria, mas não são da Síria, não devem ter em mente a hijrah ou a jihad, será? Inconcebível!
Hijrah, ou jihad com relação à emigração, é, de acordo com a tradição Islâmica, a migração ou viagem de Maomé e seus seguidores de Meca para Yathrib, mais tarde renomeada por ele mesmo como Medina, no ano 622 DC. Isto aconteceu depois da hijrah, quando Muhammad pela primeira vez, se tornou não apenas um pregador de ideias religiosas, mas um líder político e militar. Foi isso que ocasionou as suas novas “revelações”, exortando seus seguidores a cometerem violência contra os incrédulos. Significativamente, o calendário Islâmico se baseia na hijrah, e não no aniversário de Muhammad ou na ocasião da sua primeira “revelação”, marcando o início do Islã, implicando que o Islã não será pleno sem um componente político e militar.
Emigrar pela causa de Alá — Ou seja, mudar-se para uma nova terra, a fim de levar o Islã para lá, é considerado pelo Islã um ato altamente meritório. “E aquele que  emigra pela causa de Alá, encontrará sobre a terra, muitas lugares e abundância,” diz o Alcorão. “E aquele que deixar a sua casa, como um emigrante de Alá e Seu Mensageiro, e em seguida for surpreendido pela morte, a sua recompensa já terá se tornado incumbência de Alá. Sabei que Alá é Indulgente e Misericordiosíssimo.” (4: 100).  O status exaltado desse tipo de emigrante, levou um grupo de jihadistas Britânicos a notoriedade (e a interdição pelo governo) alguns anos atrás. por celebrarem o ataque de 11 de Setembro (nota: link adicionado pelo blog) chamando a si mesmos de Al-Muhajiroun: Os Emigrantes. 
lampedusa_refugees
 Quatro em cada cinco migrantes NÃO são da Síria: dado da União Européia expõe a ‘farsa’ de que a maioria dos refugiados é da zona de guerra,” por Ian Drury, Daily Mail, 18 de Setembro de 2015 (agradecimentos á Religião de Paz): 
Apenas um em cada cinco imigrantes reivindicando asilo na Europa é da Síria.
A União Europeia registrou 213.000 chegadas em Abril, Maio e Junho, mas apenas 44 mil deles estavam fugindo da guerra civil na Síria.
Os militantes e deputados de esquerda MPs (nota: membros do parlamento), sugeriram que a grande maioria dos migrantes eram do estado devastado pela guerra, acusando o governo de fazer muito pouco em benefício deles.
“Isso expõe a mentira, vendida em alguns setores, de que um grande número dos que  estão chegando à Europa são provenientes da Síria”, disse David Davies, Tory MP por Monmouth. “A maioria das pessoas que estão fugindo da guerra se dirigem aos campos de refugiados no Líbano ou na Jordânia.
“Muitos daqueles que optaram por arriscar a vida indo para a Europa fizeram por razões econômicas.”…

Tradução: Sebastian Cazeiro

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics