Orações Cabalistas
Orações Cabalistas - Dias da Semana
A arte de Orar segundo a Cabalá 

Guia de Autocura incluso
Autor: Joseph Saltoun
Páginas: 458
Orações Cabalistas

O Rabino Joseph Saltoun mergulhou nos conhecimentos da Sabedoria da Cabalá na procura e no resgate do real valor e sentido das Orações.

Ele aborda de forma sincera que a relutância nas rezas não deriva originariamente do tédio e sim do fato de não saber exatamente o motivo pelo qual oramos.

Ocorrem dúvidas sobre a eficiência e o recebimento das orações, já que Deus tudo conhece, inclusive os desejos mais íntimos, e surgem questões em nossas mentes e corações. São questionamentos legítimos que precisam de respostas. Todo ser com um mínimo de lucidez não aceita realizar uma ação sem saber o propósito e a motivação que existe sob ela. Ele quer agir e estar consciente das consequências dessas ações – esse é o princípio do livre arbítrio.

O Rabino Joseph Saltoun revela que a oração, do ponto de vista dos cabalistas,­ não está relacionada a implorar ou pedir favores ­­a Deus. Ele apresenta um conjunto de orações tradicionais, compiladas nesta obra, fornecendo a todos uma “ferramenta” para realizar uma profunda terapia espiritual, baseada no princípio de que tudo o que encontramos no mundo externo é um reflexo do que já existe em nosso mundo interno.

A disponibilidade desta “ferramenta” ao alcance de todos, com explicações claras das intenções, nos capacita acessar as origens das “Forças” primordiais da Criação, e fazer uso da Oração como terapia espiritual, curando deficiências ou transmutando-as em qualidades altamente aperfeiçoadas. Só assim poderemos restaurar nossa consciência divina original que foi perdida.

Com o livro de Orações Cabalistas, recuperar o verdadeiro poder das orações e fazer uso consciente delas vira uma possibilidade ao alcance de cada pessoa. Assim, todos podem se preparar para viver o dia-a-dia com alegria, bem estar, paz e novamente apreciar os frutos da “Árvore da Vida”.
Axact

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião