17/08/2015

Estado Islâmico culpa Israel pelo terrorismo global

Estado Islâmico culpa Israel pelo terrorismo globalMein Kampf' do Estado Islâmico culpa Israel pelo terrorismo global.

Oficiais da inteligência estadunidense comparam um documento recém-descoberto do grupo terrorista EI com o livro de Hitler “Mein Kampf,” porque ambos culpam Israel pelo aparecimento do EI e também chama ao presidente norte-americano, Barack Obama, de “mula dos judeus”.

O documento de 32 páginas, escrito em língua urdu, foi descoberto na região tribal remota do Paquistão pelo The American Media Institute (AMI). De acordo com o documento, a solução de todos os problemas mundiais é a “batalha do fim do mundo” (descrita em seis páginas), após a qual o líder islâmico deve se tornar o governante de um bilhão de muçulmanos no mundo e chamar o seu reinado de “califado”.

O aposentado chefe da agência de inteligência e defesa dos EUA, general Michael Flynn, e outros oficiais da inteligência norte-americana analisaram o documento e, segundo Flynn,

“O documento serve como um instrumento de recrutamento, semelhante aos que existiam no nazismo, que tenta unir dezenas de fações do Talibã paquistanês e afegão em um exército terrorista único”.
O tom do documento parece bastante direto, opina Sara Carter do AMI e cita um excerto dele:

“Aceita o fato de que o califado não sobreviverá e prosperará até tomar o mundo inteiro e decapitar a última pessoa que se revolte contra Alá. Esta é a verdade amarga, engole-a.”

O documento descreve também a história do Estado Islâmico desde anos 1990 e explica por que razão em 2011 o seu líder, Abu Bakr Bagdhadi, explodiu carros-bombas para vingar a morte de Osama bin Laden:

“Centros urbanos no Iraque explodiram com carros-bombas e dispositivos explosivos improvisados. As perdas infligidas aos americanos, apóstatas e heréticos foram sem precedentes, bem como a taxa de suicídio de soldados norte-americanos. […] 

Este estado de coisas forçou a mula dos judeus, o presidente norte-americano Obama, a anunciar o plano de saída.”


SHARE THIS

Author:

Dúvidas, sugestões de pautas, críticas, publicidade, parcerias, etc. Entre em contato pelo seguinte email: coisasjudaicas@gmail.com

0 Comentários:

Deixe sua opinião