Coisas Judaicas : Cabeça ou Calcanhar?
[ ]
Latest News Updates
Cabeça ou Calcanhar?
04/08/15 Posted by Coisas Judaicas

Coisas Judaicas
 
Por Rochel Holzkenner
 
Vou lhe contar minha resolução de aniversário, se você prometer que não vai me julgar. 

Decidi fazer um jantar especial duas vezes por semana. Sei que parece simples demais para ser uma resolução. Eu deveria já estar fazendo isso. Mas para dizer a verdade, é uma luta.

Percebi que uma resolução de aniversário é um degrau importante na escada do auto-desenvolvimento, portanto considerei algumas opções antes de escolher. Muitas opções pareciam bem mais impressionantes que o jantar. Porém o jantar terminou por vencer, porque apesar da minha resistência, eu sei o quanto preciso disso.

E aparentemente D'us aprecia quando fazemos coisas simples que parecem tão sem importância que resistimos a confrontá-las.

Na leitura Ekev da Torá, D'us descreve as bênçãos de saúde e abundância que Ele derramará sobre nós em retorno pela nosso cumprimento das mitsvot.

No futuro, como consequência de ("ekev") você considerar, guardar e cumprir essas leis, D'us, o seu D'us, guardará para você o pacto e a bondade que Ele prometeu aos seus antepassados. Ele amará você e o abençoará, multiplicando-o, e Ele abençoará o fruto de seu ventre e o fruto do seu solo, seu grão, seu vinho e seu azeite de oliva… (Devarim 7:12-13) E as bênçãos continuam.

Portanto as recompensas vêm depois de termos cumprido os mandamentos de D'us.

"Se você respeitar os mandamentos que as pessoas geralmente pisoteiam com o calcanhar, então D'us abençoará… " Mas a escolha das palavras que D'us faz é incomum. Uma expressão mais fluida deveria ter sido "se ('im') você cumprir as leis." Por que Ele diz "como consequência de" (ekev) você cumprir as leis?

Essa questão é levantada pelo comentarista bíblico Rashi, que então continua a sondar mais profundamente. A palavra ekev tem um duplo significado: (a) consequência e (b) calcanhar. Daí o nome de Jacob "Yaacov" – pois ele estava pendurado no calcanhar de Essav quando emergiu do útero de Rebeca.

Ah! este é o segredo de eikev. Rashi interpreta as palavras da Torá da seguinte maneira: "Se você respeitar os mandamentos menos importantes que as pessoas geralmente pisoteiam com o calcanhar, então D'us o abençoará…"

O comentário de Rashi parece mudar nossa compreensão literal do versículo. A princípio a Torá parecia dizer que merecemos a bênção ilimitada de D'us à compleição do nosso serviço – quando cumprimos tudo que Ele ordena. Porém de acordo com Rashi, parece que D'us nos pede meramente para respeitar as mitsvot que parecem sem importância – aquelas que as pessoas "pisoteiam" – e então somos merecedores de Sua bênção!

A Torá usa a palavra ekev e cria essa elegante fusão de duas expectativas disparatadas. Você culminará seu serviço através das mitsvot pequenas, diz D'us. O trabalho que não é impressionante, as mitsvot que são como calcanhares, estimularão as bênçãos.

Nossos Sábios explicam que D'us criou nosso mundo porque "Ele deseja uma morada no reino inferior". Embora seja agradável permanecer nos reinos superiores – i.e., servir a D'us com glamour – é o trabalho monótono e feio que cultiva o campo mais inferior, atraindo a percepção de D'us ao plano mais baixo e ajudando-O a realizar seu desejo.

No decorrer da história sempre houve a elite – pessoas que foram espiritualmente vibrantes e sensíveis. Então havia o povo comum, as pessoas que lutavam contra desejos baixos e egos frágeis.

Na geração de Moshê as pessoas eram profundamente astutas – eram chamadas "a geração do entendimento" (Dor De'ah). Em contraste, a última geração precedendo a chegada de Moshê é mencionada no Talmud como a geração "dos calcanhares de Mashiach" (Ikvita d'Mishicha). Se as pessoas que testemunharam a Divina revelação no Sinai fossem análogas à cabeça de nosso corpo nacional, a última geração antes de Mashiach seria a própria sola dos pés.

Eis aqui como o Talmud (final do Tratado Sotá) descreve a "geração dos calcanhares".
Nos "calcanhares de Mashiach" a chutspá aumentará e a honra diminuirá… Os governos se voltarão para a heresia… O local de encontro de eruditos será usado para imoralidade… A sabedoria dos instruídos vai degenerar, aqueles que temem o pecado serão desprezados, e a verdade vai faltar. Os jovens envergonharão os idosos, os velhos enfrentarão os jovens, um filho ofenderá seu pai, uma filha se erguerá contra sua mãe… Então quem resta para se confiar? O nosso Pai no céu.

Por que os "calcanhares" têm a honra de recepcionar a Era da Redenção?

Que chutspá! E – se me permite – que quadro perfeito da cultura contemporânea!

Por que os "calcanhares" têm a honra de recepcionar a Era da Redenção? Nossos ancestrais eram muito mais respeitodos, perceptivos e profundos. Mais uma vez a palavra ekev desencadeia uma dicotomia desconfortável. A geração dos calcanhares é tão densa e insensível, e mesmo assim é a candidata perfeita para a transformação global.

Mas talvez a dicotomia esteja num equívoco sobre a Era Messiânica. No "mundo dos sonhos" de D'us, a realidade como a conhecemos permanecerá fixa, mas a luz de D'us ressoará confortavelmente em todas as partes da vida, especialmente nas facetas mais inferiores. Isso culminará com D'us ansiando por uma morada no "mundo inferior". E quem melhor para atrair a espiritualidade aos cantos inferiores que aquelas pessoas que lutam com a completa escuridão e a indiferença espiritual!

Em nossa geração, tantos judeus se sentem alienados do Judaísmo e lutam com o comprometimento básico à observância. Simultaneamente, nossa geração está repleta de atos sem precedentes de sacrifícios a D'us – em grande parte vindos daqueles mesmos judeus que são alienados, que chegaram ao fundo do poço, e então voltaram com tamanha velocidade que penetram a escuridão mais densa com luminosos raios de luz. Sim, um homem melhor em outra era pode ter rido da simplicidade de seus dilemas morais. Porém somente eles receberam a oportunidade de transformar a escuridão mais densa, criando assim a cura para o mundo inteiro.

Quando você está sobre um calcanhar é forçado a trabalhar de baixo para cima. Nossas realizações parecem simples, porém estamos cruzando de volta a última fronteira na missão global de trazer luz ao campo mais inferior. E por mais que eles sejam baixos, o corpo inteiro é sustentado pelos calcanhares. Então, até a geração de Moshê está nos bancando para acendermos o universo.

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics