Coisas Judaicas : Sob pressão Netanyahu cede a novas construções
[ ]
Latest News Updates
Sob pressão Netanyahu cede a novas construções
29/07/15 Posted by Coisas Judaicas

Coisas JudaicasNetanyahu autoriza construção imediata de 300 casas na Cisjordânia.

Casas anunciadas pelo premiê israelense ficarão em Beit El.
Anúncio ocorreu no mesmo dia de demolições na cidade.

Após consultas junto ao gabinete do primeiro-ministro, a construção imediata de 300 casas em Beit El foi autorizada", indica um comunicado que também anuncia "o planejamento" de mais de 500 casas em Jerusalém Oriental, a parte palestina da cidade ocupada e anexada por Israel.

Imediatamente, os palestinos denunciaram as "atividades relacionadas com a colonização" como "crimes de guerra", que fazem parte de "um plano dos líderes israelenses para impor o 'Grande Israel' sobre a Palestina histórica e destruir a solução de dois Estados e a chance para a paz".

Hanan Ashrawi, um dos principais membros da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), também "condenou a escalada louca de colonização liderada pelo governo extremista" de Netanyahu.

Paralelamente a esta decisão, o exército israelense destruiu nesta quarta-feira duas casas em construção em Beit El, uma colônia da Cisjordânia perto de Ramallah, em cumprimento a uma decisão judicial.

Estas demolições provocaram confrontos entre colonos e as forças de segurança israelenses, constatou um fotógrafo da AFP.

A Suprema Corte de Israel ordenou no mês passado a destruição destes dois edifícios e rejeitou nesta manhã o recurso contra a destruição.
Abderrahmane Qassem, proprietário palestino das terras em que essas casas eram construídas, disse à AFP ter "ganhado hoje uma vitória sobre os colonos que roubaram a minha terra".

Resposta sionistaO gabinete de Netanyahu afirmou que a autorização dada nesta quarta-feira é para "uma construção prometida há três anos pelo governo de Israel após a destruição das casas da colina de Oulpena", um bairro de Beit El, onde colonos tinham construído sem autorização.

O ministro da Educação, Naftali Bennett, ele próprio um ex-líder dos colonos na Cisjordânia, viajou na terça-feira a Beit El. Ele elogiou o anúncio desta quarta, dizendo que "o papel do Judiciário é julgar, e o do governo de construir".
"Esta decisão é uma resposta sionista. É desta maneira que vamos construir o nosso país", acrescentou em um comunicado divulgado logo após o anúncio do chefe de governo.

Quanto ao projeto em Jerusalém Oriental, Netanyahu "autorizou o planejamento da construção de 115 habitações em Pisgat Zeev, 300 em Ramot, 70 em Gilo e 19 em Har Homa", todos bairros da parte ocupada e anexada por Israel desde 1967.
Cerca de 400.000 colonos israelenses vivem atualmente na Cisjordânia, e quase outros 200.000 vivem em diferentes bairros de Jerusalém Oriental. Dez anos apenas após a retirada unilateral de Israel da Faixa de Gaza, a maioria dos israelenses apoiariam uma retomada da colonização em Gaza.

A comunidade internacional considera ilegal a colonização, ou seja, a construção de casas em territórios ocupados ou anexados por Israel desde 1967.

Para ela, a colonização dos territórios palestinos por Israel é o principal obstáculo a um processo de paz paralisado há anos.

O primeiro-ministro israelense, reeleito nas eleições parlamentares de março, havia prometido durante sua campanha prosseguir com a colonização e enterrar a ideia de um Estado palestino coexistindo com Israel, antes de voltar atrás destas observações após as eleições.

Mas o novo governo de Netanyahu, que tomou posse em meados de maio, tem alegrado os nacionalistas, ultra-ortodoxos e simpatizantes da colonização.

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics