Coisas Judaicas : O Irã deve reconhecer Israel diz Alemanha
[ ]
Latest News Updates
O Irã deve reconhecer Israel diz Alemanha
20/07/15 Posted by Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Alemanha não pode aceitar que o Irã questione o direito de Israel a existir, e que essa atitude poderia prejudicar as relações comerciais entre os dois países, disse o vice-ministro das Relações Exteriores e Ministro da Economia e da Energia, Sigmar Gabriel, no início de uma visita de três dias a Teerã.

O governo de Berlim foi rápido a correr para o Irã, mesmo antes de o Conselho de Segurança havia ratificado o acordo nuclear da ONU; no entanto, ele diminuiu em certa medida, o constrangimento, colocar sobre a mesa a sua vontade de mediar entre Israel e a República Islâmica.

Gabriel disse em uma reunião com empresários alemães e iranianos, que Teerã não pode manter boas relações econômicas de longo prazo com a Alemanha, mas essa questão para a frente.

O vice-chanceler alemão sublinhou que questionar o direito de existência de Israel é algo que os alemães não pode aceitar.

Ele também observou que a assinatura do acordo e agora que ambos os países podem forjar laços mais estreitos, é hora de discutir os direitos humanos.
O ministro Gabriel viajou com a "uma pequena delegação de representantes de empresas, grupos industriais e cientistas."

O Vice-chanceler alemão está agendado para manter conversações com o presidente iraniano, Hassan Rohani e vários outros ministros.
O pacto nuclear alcançado "o acordo caminha para normalizar os laços econômicos com o Irã com a condição de que as medidas serão agora implementadas relamente" Gabriel disse.

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria da Alemanha, Eric Schweitzer, que acompanha Gabriel disse que a viagem foi um "sinal encorajador" para as empresas que foram proibidas de fazer negócios com a República Islâmica, devido às sanções internacionais.

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics