Coisas Judaicas : Israel aprova penas de até 20 anos para quem atira pedras
[ ]
Latest News Updates
Israel aprova penas de até 20 anos para quem atira pedras
22/07/15 Posted by Coisas Judaicas


Israel aprova penas de até 20 anos para quem atira pedrasIsrael quer acabar com a guerra das pedras e, por isso, o parlamento aprovou o aumento das penas para quem arremesse pedras contra veículos nas ruas, para até 20 anos de prisão. Os palestinos reagiram de imediato, classificando a medida como racista e excessiva.


O Knesset (Parlamento) aprovou na segunda-feira, dia 20 , por 69 votos a 17, uma emenda ao Código Penal que estabelece a condenação de até 20 anos de prisão para que atire pedras, mesmo que não tenha a intenção de provocar danos.


Os confrontos entre palestinos e o exército de Israel é frequentemente violento e o arremessar pedras é um símbolo da resistência palestina desde a primeira Intifada, o levantamento popular ou guerra das pedras, que começou no fim dos anos 1980 e o início dos anos 1990.


A ministra da Justiça, Ayelet Shaked (na foto), membro do partido ultra-nacionalista Casa Judaica, congratulou-se com a decisão do parlamento e disse: "Hoje, é feita Justiça (...) Termina hoje a tolerância a terroristas. Os atiradores de pedras são terroristas e só uma pena adequada pode servir como punição justa de forma a dissuadi-los."


A proposta de alteração de lei surgiu após uma série de protestos violentos em Jerusalém ocorridos em 2014. Os seus proponentes argumentaram que a actual legislação limitava o poder da polícia e da própria Justiça em punir aqueles que atiram pedras, por a lei exigir que teria de ser comprovada a intenção de provocar danos.


Até agora, a lei punia com três meses de prisão as pessoas que atirassem pedras sem causar grandes estragos materiais e, segundo o Knesset, Israel tem registado cerca de mil acusações por ano contra quem atira pedras.

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics