Coisas Judaicas : Estudo israelense comprova importânica da amamentação
[ ]
Latest News Updates
Estudo israelense comprova importânica da amamentação
18/07/15 Posted by Coisas Judaicas

Estudo israelense comprova importânica da amamentaçãoOs resultados no Journal of the American Medical Association Pediatrics (JAMA) sugerem que bebês amamentados têm um risco 19 por cento menor de ter leucemia em comparação com os bebês que recebem mamadeiras ou que são amamentadas por um período mais curto de tempo.

"O potencial de muitos benefícios de saúde preventiva da amamentação também deve ser comunicado abertamente ao público em geral, não só para as mães, de modo que a amamentação possa ser mais socialmente aceita e facilitada", disse o estudo liderado por Efrat Amitay e Lital Keinan-Boker, da Universidade de Haifa.

O estudo analisou 18 estudos anteriores sobre a associação entre aleitamento materno e leucemia, o câncer mais comum na infância, e que é responsável por cerca de 30 por cento de todos os tipos de câncer pediátricos.
Embora nenhum dos estudos explicou por que, ou como, o leite materno pode diminuir o risco de leucemia infantil, os pesquisadores sugeriram que ele contém "muitos componentes imunológicamente ativos e mecanismos de defesa anti-inflamatórios que influenciam o desenvolvimento do sistema imunológico de uma criança."
No entanto, nem todos os especialistas concordam que as descobertas são a última palavra sobre o assunto.

"A sugestão de que as crianças que foram amamentadas podem estar em um risco reduzido de leucemia infantil vem ao longo de décadas", disse Valerie Beral, professora de epidemiologia na Universidade de Oxford.

"No entanto, pesquisa anterior, descrita neste novo relatório, não é suficientemente rigorosa para confirmar ou refutar tal afirmação."

Ela notou que os pais foram questionados sobre o que tinham feito em torno do tempo depois que seus filhos nasceram e, assim, "a memória dos pais do que eles tinham feito anos atrás foi afetada pelo conhecimento de que seu filho tinha leucemia."

"Os pesquisadores não tinham como avaliar um importante problema em potencial, que poderia muito bem ter distorcido os resultados", acrescentou.

De acordo com Mel Greaves, diretor do Centro de Evolução e Câncer no Instituto de Pesquisa do Câncer, em Londres, o tipo de câncer estudado - leucemia linfoblástica aguda (ALL) - é rara e afeta apenas cerca de 1 em 2.000 crianças.

"Este estudo também se encaixa com a crescente evidência de que as crianças que estão expostas a infecções - frequentando creches ou no contato com os irmãos mais velhos - são menos vulneráveis a este tipo de leucemia", disse Greaves.

Aleitamento materno prolongado e exposições naturais infecciosas na infância são parte integrante da vida humana há relativamente pouco tempo.

"O aumento da incidência da ALL, nas sociedades modernas, ricas e de higiene, pode ser uma consequência não intencional destas mudanças sociais".

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics