Coisas Judaicas : Árabe-israelense é condenado por crime de ódio
[ ]
Latest News Updates
Árabe-israelense é condenado por crime de ódio
01/07/15 Posted by Coisas Judaicas

Árabe-israelense é condenado por crime de ódio Árabe-israelense é condenado por crime de ódio contra judeus ortodoxos

O Tribunal Distrital de Jerusalém condenou na segunda-feira, 29/6, Ahmed Abu Al-Halaweh, 21 anos, um morador de Jerusalém e cidadão israelense, por várias acusações de agressão a devotos judeus. O ataque ocorreu em maio de 2013 enquanto as vítimas estavam em suas peregrinações no feriado religioso de Shavuot em direção ao Muro das Lamentações.

O Tribunal o declarou culpa
do das acusações de agressão e ofensa, agressões graves, intenção de causar lesões corporais, e considerou que os crimes tenham sido cometidos claramente por razões raciais. De acordo com a descrição dos eventos, encontrada no corpo do processo, Al-Halaweh estava participando de uma manifestação palestina momentos antes do evento.

Vestindo uma camisa “Eu sou palestino” e entoando cânticos nacionalistas e slogans antissemitas, Al-Halaweh e alguns comparsas observaram um grupo de judeus ortodoxos com vestes tradicionais fazendo sua caminhada ao Muro das Lamentações para fazer sua orações. Al-Halaweh e alguns agressores partiram para cima deles e começaram a espancá-los com socos, mastros de bandeira, e arremessando pedaços de roupas queimadas contra eles. Uma das vítimas do ataque foi hospitalizada por um período extremamente longo. Outras vítimas, incluindo menores e crianças, sofreram vários graus de lesões e danos corporais.

A Promotoria Pública de Jerusalém (JDA) afirmou que o caso está sendo visto com muita gravidade, “ameaçando a segurança das vítimas, violando a integridade corporal e dignidade das mesmas, como também manchando a imagem da segurança pública, visto que o povo deseja se sentir seguro nas ruas da cidade”.

Árabe-israelense é condenado por crime de ódio
O Promotor Benny Libeskind do escritorio da JDA afirmou ao tribunal que houve participação de Al-Halaweh em uma manifestação nacionalista violenta e ataque subsequente, onde ele foi o único responsável por suas próprias ações. Libeskind frisou ao Tribunal que o ataque teve base racial e religiosa.

Após as deliberações, o Tribunal condenou Al-Haleweh a uma pena de 12 meses de prisão e também a 12 meses de suspensão de pena pelos próximos 3 anos. Adicionalmente, o Tribunal condenou Al-Halaweh a indenizar financeiramente cada uma de suas vítimas.
O advogado de defesa de Al-Halaweh, Namir Adelby, respondeu à Agência Tazpit de Notícias dizendo que a condenação do tribunal foi severa e desconfortável, ainda que as ações do réu tenham sido graves. Adelby também afirmou que estão considerando entrar com apelação junto a Suprema Corte, tanto contra a decisão e contra a sentença.

Descrição da foto e crédito: O réu, Ahmen Abu Al-Halaweh, no Tribunal Distrital de Jerusalém na segunda-feira, 29/6 / Agência Tazpit de Notícias
Fonte: Agência Tazpit / Texto: Ehud Amiton / Tradução Michael Zeff e Bruno Scala

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics