Prefeito de Jerusalém, que já foi comparado ao Batman, aparta briga de rua mais uma vez
Prefeito de Jerusalém, que já foi comparado ao Batman
Prefeito de Jerusalém, que já foi comparado ao Batman,  aparta briga de rua mais uma vez

O prefeito de Jerusalém, Nir Barkat, apartou uma briga de rua entre dois cidadãos na manhã de domingo, 7/6,  enquanto pedalava a caminho do trabalho.

O fato aconteceu quando o prefeito estava a caminho do trabalho, na Praça Safra, e parou para separar dois homens que estavam brigando no meio da rua. Os dois homens aparentemente haviam se envolvido em um acidente de trânsito.

Imediatamente, sozinho, o prefeito interveio encerrando a briga. Ele chamou a polícia e paramédicos e permaneceu no local até que as autoridades chegassem.

Conflitos não são novidade para o ex-empresário de tecnologia. Barkat serviu como paraquedista no IDF, aposentando-se como prefeito. Ele se feriu em combate após liderar seus soldados em uma batalha em linha de frente na Primeira Guerra do Líbano.

Atuando como prefeito da capital de Israel desde 2008, Barkat é conhecido por se colocar em risco para proteger a integridade dos cidadãos.

Em 2004, Barkat salvou a vida de vários passageiros de um ônibus em chamas, incluindo uma menina de 16 anos, ao correr até o veículo após um atentado suicida palestino.

No começo desse ano, o prefeito, de 55 anos, prestou ajuda após um ataque com faca próximo ao City Hall, em que um jovem palestino agrediu um judeu ultra-ortodoxo. Mais uma vez demonstrando suas credenciais de herói, Barkat imobilizou o terrorista no chão antes de socorrer a vítima, e auxiliou a polícia a orientar o tráfego.

A notícia correu o mundo, tendo sido o prefeito comparado ao Batman e a outros heróis vigilantes.


Fonte: Tazpit Brasil

Texto: Zack Pyzer / Tradução: Graziela Dreilich

Imagem: Prefeito de Jerusalém, Nir Barkat, depois do ataque terrorista em Har Nof, em novembro de 2014. Crédito da foto: Hillel Maeir
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião