Coisas Judaicas : O laço de união do amor
[ ]
Latest News Updates
O laço de união do amor
02/06/15 Posted by Coisas Judaicas

O laço de união do amor

O amor tornou-se um clichê 

A linguagem Ocidental abusa, distorce e faz um mau uso do terno. Isto faz com que seja passado um conceito de banalização , de ser o mais fácil dos relacionamentos.- promíscuo e abusivo. 

A mídia nos incentiva a aceitas “relações amorosas” como as ligações emocionais mais superficiais e mutuamente destrutivas. 

Somos encorajados a aceitar os atributos menos atraentes do Nefesh Behamit como sendo a realidade do amor humano, em vez de sua distorção. Devido ao verdadeiro terror que sentimos em assumir compromissos, nós preferimos nos concentrar inteiramente nos prazeres passageiros, em vez de nos comprometermos às fundações Yessod do amor.

O cadinho que forja o verdadeiro amor é o compromisso e a dedicação ao bem-estar espiritual, intelectual, emocional e material do outro. O amor induz a união. O Yessod produz a união. A Sefirá de Yessod flui através de todas as pessoas. Não importa o quão reprimida ela possa vir a ser, um relacionamento amoroso deixará que o processo de união surja e se solidifique.

O fluxo de Yessod abrange tanto amigos quanto pessoas estranhas. A maneira como tratamos uma garçonete, um motorista de ônibus ou um mecânico de carros não é uma declaração de nossa capacidade de relacionamento menos do que a maneira como expressamos o nosso amor por nossa família, por nosso cônjuge ou por um amigo íntimo. A Cabalá nos ensina que devemos nos dirigir às pessoas como todo o nosso ser – a nossa total Kavaná. É uma indicação de para onde está sendo direcionado o nosso fluxo de Yessod.
O laço de união do amor

É importante notar que, enquanto o amor é derivado do nosso “eu” doador, o Chessed, ele se torna manifesto na maneira com que nos dedicamos aos outros – o trabalho do compromisso do Yessod. Em seu maravalhoso livro Beyond the Best Interests os the Child Joseph Goldstein mostra a diferença entre a paternidade biológica e a paternidade psicológica. 

A diferença está no elemento do compromisso, do comprometimento. O mesmo é verdadeiro no que refere ao amor. A diferença entre o amor biológico – a atração sexual – e o amor psicológico, que provém do comprometimento profundo , é o fluxo de Yessod. Quando nos comprometemos ao verdadeiro ser daquele a quem amamos, nós realizamos as nossas naturezas de doação e compaixão. 



Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics