Judeus de origem etíope enfrentam policiais em Tel Aviv
(Foto: AFP Photo/Menahem Kahana)
Manifestantes protestaram contra o racismo e a brutalidade policial.

Porta-voz diz que cinco pessoas foram detidas e não houve feridos.

 Israelenses de origem etíope entram em confronto com policiais durante protesto contra brutalidade policial e racismo, em Tel Aviv, na quarta-feira (3) 

Israelenses de origem etíope entram em confronto com policiais durante protesto contra brutalidade policial e racismo, em Tel Aviv, na quarta-feira (3) (Foto: AFP Photo/Menahem Kahana)

Judeus israelenses de origem etíope enfrentaram a polícia, nesta quarta-feira (3), em Tel Aviv, durante uma manifestação não autorizada.

Acompanhados de um forte esquema policial, cerca de 200 manifestantes se reuniram no centro da cidade para denunciar o que chamam de racismo institucionalizado. Alguns tentaram bloquear as ruas, mas foram impedidos pelos agentes.

O porta-voz da polícia, Micky Rosenfeld, disse à AFP que cinco pessoas foram detidas por desacato, mas ninguém ficou ferido.

Judeus de origem etíope enfrentam policiais em Tel Aviv
Centenas de israelenses de origem etíope participam de manifestação contra brutalidade policial e racismo, em Tel Aviv, 
Violentos incidentes foram registrados nas manifestações organizadas no início de maio, em Jerusalém e Tel Aviv. Nesta última, pelo menos 60 pessoas, entre manifestantes e policiais, ficaram feridas.

Em Israel, vivem mais de 135 mil judeus etíopes, descendentes de comunidades isoladas e tardiamente reconhecidas pelas autoridades religiosas israelenses.
A decisão acarretou a chegada de mais de 80 mil etíopes a Israel, em ondas ocorridas em 1984 e 1991. Essa comunidade teve de superar um abismo cultural e enfrentar uma integração difícil na sociedade israelense.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e o presidente Reuven Rivlin denunciaram, em diferentes ocasiões, o racismo contra os judeus negros.
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments: