Coisas Judaicas : A Estrela Oculta do Sertão
[ ]
Latest News Updates
A Estrela Oculta do Sertão
12/06/15 Posted by Coisas Judaicas

A Estrela Oculta do Sertão
                            

Os judeus desconhecidos

Filme revela choque do judaísmo com o sertão

 Cena da abertura do documentário "A Estrela Oculta do Sertão", de Elaine Eiger e Luize Valente 

 O documentário nacional "A Estrela Oculta do Sertão" revela o inusitado encontro entre o judaísmo e o sertão brasileiro, repercutindo até hoje dois antigos movimentos globalizantes -a dispersão judaica e a colonização ibérica. Eles colidiram no Brasil dos séculos 17 e 18, com a feroz Inquisição forçando a conversão dos não poucos pioneiros judeus que aqui chegaram nos primórdios da nação. 

O nome desses judeus convertidos à força é marrano. E o grande trunfo do filme é simplesmente revelar esse fantástico capítulo da ainda pouco conhecida e provavelmente subestimada história dos judeus no Brasil. Avanço notável nesse campo foi a recente pesquisa da historiadora da USP Anita Novinsky -mostrando que bandeirantes como Antonio Raposo Tavares tinham origem judaica- e a restauração do prédio da primeira sinagoga das Américas, a Kahal Zur Israel, erguida no Recife holandês do século 17. 

Mas muito ainda resta para ser estudado, inclusive a história mais recente dos judeus no país. Como diz Novinsky no filme, os próprios descendentes de marranos no isolamento do sertão desconheciam a origem judaica dos costumes diferentes que praticavam. Eram todos cristãos, alguns fervorosos, e nunca tinham visto judeus ou ouvido falar da religião. 

A força de "Estrela Oculta" é mais jornalística, como um furo de reportagem, do que cinematográfica. E cumpre bem esse papel. Personagens peculiares abundam no sertão em geral e nessa estranha saga em particular, como o monsenhor Altevino de Araújo, que de sua igreja se diz judeu da diáspora, prova do quanto o catolicismo brasileiro evoluiu desde o barbarismo da Inquisição. 

Ou o convicto poeta recifense Odmar, que pratica o judaísmo com mais profundidade que a maioria dos judeus "convencionais". O filme ganha ritmo quando começa a peregrinação do médico paraibano Luciano a São Paulo, o centro judaico do país, em busca da identidade perdida, querendo, como diz, não a conversão, mas o retorno ao povo do qual faz parte. Luciano visita rabinos e especialistas como Novinsky e conclui que o reconhecimento (oficial) dos descendentes de marranos como judeus deve ser feito pelo rabinato de Israel, processo iniciado com o envio de um rabino ao Nordeste em 2004. 

Independentemente do resultado desse processo, lembra Novinsky, "ser judeu é sentir-se judeu e, se os marranos quiserem voltar ao judaísmo, cabe a eles decidir". Luciano diz que esse retorno os torna judeus duplamente. 

 A Estrela Oculta do Sertão 

 Direção: Elaine Eiger e Luize Valente Produção: Brasil, 2004

Assista o filme:

                                          

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

1 Comentários:

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics