Membro do Hamas é condenado a 30 anos de prisão por tentar provocar explosões de gás propano
O Tribunal Distrital de Jerusalém condenou um membro do Hamas, Aziz Awisat, a 30 anos de prisão na quarta-feira, 6/5, por

cortar a tubulação de reservatórios de gás propano em um edifício de apartamentos residenciais em Jerusalém no ano passado.

Awisat cortou tubulações em nove ocasiões em março de 2014, antes de ser detido, de acordo com a polícia.

Segundo o veredito, Awisat, residente há 50 anos em Jerusalém Oriental, afirmou ter cometido os atos para protestar contra a crescente visita de judeus ao Monte do Templo, vista por inúmeros palestinos como uma afronta a sua soberania religiosa sobre o local sagrado. Ele também citou ações militares da IDF (Forças de Defesa de Israel) em Gaza, e outros incidentes que ele percebeu como violações ao Islam.

Awisat também foi condenado por tentativa de assassinato a Nachum Wissfisch, um residente judeu de Jerusalém, em 2012. 

Aparentemente sua ideia de cortar a tubulação de reservatórios de gás propano, foi inspirada por um incidente ocorrido em janeiro de 2014, no qual uma explosão de gás matou três residentes em um prédio residencial de Jerusalém.

Fonte: Tazpit Brasil / Texto: Ben Niran e Michael Jeff / Tradução:Graziela Dreilich
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião