Coisas Judaicas : Judeus Contra Hitler
[ ]
Latest News Updates
Judeus Contra Hitler
21/05/15 Posted by Coisas Judaicas



Judeus Contra Hitler” derruba a máxima da passividade dos judeus perante o regime de Hitler.
Quebrando a máxima da passividade dos judeus perante o terror nazista, o livro Judeus Contra Hitler mostra detalhadamente como os membros da religião perseguida resistiram em diferentes focos da sociedade. 

Escrito pelo cientista político Benjamin Ginsberg, a obra deixa claro que não existiram organizações, movimentos institucionais ou lideranças judaicas combatendo diretamente o nazismo; os judeus relutaram de forma fragmentada e através de diversos campos.
Primeiramente, é preciso entender tudo o que ronda o conceito de resistência. A questão crucial desenvolvida por Ginsberg não é se os judeus resistiram ou não, e sim por quais meios ocorreram estas lutas. É até covarde cobrar uma grande organização de resistência de um povo completamente expropriado, desarmado, sem qualquer condição de se opor às forças de Hitler. O autor retrata então, fundamentalmente, sob quais circunstâncias a reação judaica pode realmente ser efetiva.
O primeiro e principal foco de luta dos judeus foi o exército soviético, grande responsável pela derrota dos nazistas na Segunda Guerra Mundial. A grande participação de judeus no exército vermelho provém de uma explicação histórica. Antes da Revolução de 1917, o czarismo enfrentou diversas crises econômicas e políticas, com greves e piquetes sempre violentamente reprimidos. Como faziam parte da massa subjugada da população, os judeus participavam frequentemente das revoltas, o que fez com que o czarismo começasse a associar os atos rebeldes à religião judaica.
Um exemplo citado por Ginsberg no livro deixa claro como esta questão foi determinante para o aumento da presença judaica nos movimentos revolucionários russos: “Após o assassinato de Alexandre II, em 1881, por revolucionários  que incluíam um judeu, Hessia Hellman, o governo czarista acusou os dissidentes políticos de serem agentes de uma conspiração judaica . O Relatório Ignatiev, de 1882, recomendava que fossem tomadas medidas duras contra os judeus para sufocar protestos populares.” Devido ao caráter persecutório do czarismo, os judeus engrossaram as fileiras da Revolução de 1917, aderindo tanto aos Mencheviques quanto aos Bolcheviques.
Sendo assim o exército soviético que lutou contra os nazistas contava com um percentual significativo de judeus em suas tropas, além dos quadros políticos e técnicos. Engenheiros e cientistas judeus criaram muitas das mais potentes armas soviéticas, como o tanque de guerra T-34, o avião de combate LA-5 e o lança mísseis Katyusha, este uma verdadeira assombração aos nazistas.
Outro importante foco da resistência judaica durante o período foi a influência da comunidade nos Estados Unidos. Muitos judeus se refugiaram no país norte-americano e respaldaram o governo Roosevelt, imprescindível para a recuperação econômica dos E.U.A  e, posteriormente, para a vitória na guerra. Os judeus, juntamente aos WASP (White, Anglo-Saxon and Protestant), a elite branca anglo-saxônica protestante e pró-britânica, consistiram uma aliança que trabalhou para provocar uma mudança na opinião pública estadunidense, enfraquecendo os grupos isolacionistas, que não queriam a participação norte-americana na guerra, e respaldando politicamente as atitudes de Roosevelt de ajudar com empréstimos e arrendamentos a Grã-Bretanha e a U.R.S.S.
Os judeus também contribuíram de maneira significativa com os serviços de inteligência da Grã-Bretanha e da União Soviética. Muitos se destacaram no campo da criptoanálise e quebra de códigos, inclusive na decifração da máquina Enigma (episódio retratado recentemente no filme O  Jogo da Imitação).
Benjamin Ginsberg relata com primor todas as minuciosas contribuições dos judeus para a derrocada do regime de Hitler, revertendo a imagem de um povo fraco, perseguido e silenciado pelo inimigo. De maneira categórica, Judeus Contra Hitler revela uma faceta pouco conhecida da história nazista, onde a comunidade judaica foi substancial para a destruição do Terceiro Reich.
Serviço – Livro Judeus Contra Hitler
Autor: Benjamin Ginsberg
Editora: Cultrix
Preço: R$ 44,00
Páginas: 232


Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics