28/04/2015

Chazeret - Ervas Amargas

A alface simboliza a amarga escravidão de nossos ancestrais no Egito. As folhas da alface romana não são amargas, mas o talo, quando cresce no chão, fica duro e amargo.

Assim foi com nossa escravidão no Egito. A princípio a enganosa atitude do faraó foi suave e sensível, e o trabalho era feito voluntariamente e até mediante pagamento. Gradualmente, tornouse trabalho forçado e cruel.

Preparo: A alface romana com frequência é arenosa. Lave cada folha separadamente, checando por insetor. (Bata delicadamente com uma toalha e deixe secar por completo, para que não haja umidade a entrar em contato com a matsá.)

Dependendo de quanta alface romana é necessária, pode levar várias horas para preparar. Esta tarefa deve ser feita antes do horário de acendimento das velas na primeira noite. Prepare folhas suficientes para as duas noites, e guardeas na geladeira. Molhar as folhas não pode ser feito no feriado.

Papel no Seder: A alface é usada em conjunto com a raiz forte. É usada quando se come o maror e quanto se come o sanduíche de matsá e maror. Coloque as folhas em suas pilhas na Travessa do Seder, uma debaixo do maror e uma separadamente por baixo.

Guarde um estoque extra de folhas limpas na geladeira caso sejam necessárias folhas adicionais.

SHARE THIS

Author:

Dúvidas, sugestões de pautas, críticas, publicidade, parcerias, etc. Entre em contato pelo seguinte email: coisasjudaicas@gmail.com

0 Comentários:

Deixe sua opinião