04/03/2015

Kobi Lichtenstein e o Krav Magá.

Kobi Lichtenstein (no centro, do lado esquerdo)
em uma sessão de treinamento de Krav Magá
no topo de Massada, em janeiro de 2015

Kobi Lichtenstein, mestre do Krav Magá e responsável por trazer o sistema de autodefesa para a América do Sul, vem ajudando a combater o preconceito contra Israel ao levar grupos para conhecer o país. Ao longo dos últimos 20 anos, embarcaram cerca de 1.000 instrutores e alunos sul-americanos. Recentemente, viajaram 45 profissionais brasileiros, com idades entre 14 e 82 anos. "Eles aprendem sobre a história de Israel e do Krav Magá. 

Começam a ver o país como realmente é, para que, ao voltar para casa, sejam nossos embaixadores contra o viés anti-Israel nos meios de comunicação", explica Kobi. O Krav Magá se concentra em situações do mundo real e enfatiza a neutralização de ameaças por meio de manobras defensivas e ofensivas simultâneas. Hoje, existem no continente mais de 150 centros de formação com cerca de 10 mil alunos, a maioria deles no Brasil, Peru e Argentina.
  



SHARE THIS

Author:

Dúvidas, sugestões de pautas, críticas, publicidade, parcerias, etc. Entre em contato pelo seguinte email: coisasjudaicas@gmail.com

0 Comentários:

Deixe sua opinião