Kobi Lichtenstein (no centro, do lado esquerdo)
em uma sessão de treinamento de Krav Magá
no topo de Massada, em janeiro de 2015

Kobi Lichtenstein, mestre do Krav Magá e responsável por trazer o sistema de autodefesa para a América do Sul, vem ajudando a combater o preconceito contra Israel ao levar grupos para conhecer o país. Ao longo dos últimos 20 anos, embarcaram cerca de 1.000 instrutores e alunos sul-americanos. Recentemente, viajaram 45 profissionais brasileiros, com idades entre 14 e 82 anos. "Eles aprendem sobre a história de Israel e do Krav Magá. 

Começam a ver o país como realmente é, para que, ao voltar para casa, sejam nossos embaixadores contra o viés anti-Israel nos meios de comunicação", explica Kobi. O Krav Magá se concentra em situações do mundo real e enfatiza a neutralização de ameaças por meio de manobras defensivas e ofensivas simultâneas. Hoje, existem no continente mais de 150 centros de formação com cerca de 10 mil alunos, a maioria deles no Brasil, Peru e Argentina.
  


Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião