13/02/2015

Placas regulam a vestimenta das mulheres em Beit Shemesh

 Placas regulam a vestimenta das mulheres em Beit Shemesh

Polêmica com as placas que "regulam" a vestimenta das mulheres.

Será que a Prefeitura de Jerusalém removerá as famosas “placas de modéstia” que foram penduradas em bairros ultra-ortodoxos da cidade, há anos? 

Na sequência da recente vitória de quatro mulheres religiosas de Beit Shemesh em uma batalha contra as placas desrespeitando as mulheres, a vereadora de Jerusalém, Laura Wharton, e as ativistas sociais Nili Weinfeld e Karnina Keinan apelaram ao prefeito Nir Barkat, exigindo que ele remova as placas ofensivas das ruas da capital.

Sign in Mea Shearim: 'Please do not walk through our neighborhood in immodest clothing'.

Cada uma das quatro mulheres de Beit Shemesh recebeu NIS15.000 (cerca de 3,85 mil dólares), após processarem seu município sobre placas semelhantes penduradas na cidade por grupos haredim (ortodoxos) radicais.

 Placas regulam a vestimenta das mulheres em Beit Shemesh"As placas foram feitas para limitar a utilização do domínio público por todas as mulheres", escreveu o juiz David Shimoni em sua decisão. "Isso pode criar uma expectativa ou entendimento de que a área em que a placa foi colocada na prática pertence a uma determinada população."

Na sequência da decisão de precedente, os autores decidiram fazer de tudo em seu poder para remover estas placas de outras cidades em Israel, incluindo Jerusalém.

Wharton, Weinfeld e Keinan estão exigindo que Barkat remova as placas ofensivas de ruas da cidade, imediatamente, argumentando que elas foram colocadas por elementos radicais sem receber as licenças necessárias.


SHARE THIS

Author:

Dúvidas, sugestões de pautas, críticas, publicidade, parcerias, etc. Entre em contato pelo seguinte email: coisasjudaicas@gmail.com

0 Comentários:

Deixe sua opinião