Coisas Judaicas : Netanyahu é acusado de desperdiçar dinheiro público
[ ]
Latest News Updates
Netanyahu é acusado de desperdiçar dinheiro público
19/02/15 Posted by Coisas Judaicas

Netanyahu é acusado de desperdiçar dinheiro público
Encarregado de supervisionar contas do governo afirma que primeiro-ministro e esposa gastam demais em comida e limpeza de residências e vê sinais de conduta criminosa. Israel terá eleições em um mês.
O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e a sua mulher, Sara, foram acusados nesta terça-feira (17/02) de desperdício de dinheiro público. A denúncia foi feita pelo controlador estatal israelense, Yosef Shapira. A função equivale a de um tribunal de contas.

Shapira os acusou de gastos excessivos e desproporcionais de dinheiro público para pagar comida, móveis e serviços de limpeza nas residências oficial e privada, além de roupas. Ele disse que repassou evidências de irregularidades para o procurador-geral de Israel, Yehuda Weinstein.
Segundo o relatório de Shapira, os custos anuais para alimentos e recepções mais que duplicaram entre 2009 e 2011, passando de 211 mil para 490 mil shekels (em torno de 150 mil reais e 360 mil reais, respectivamente). Esse valor retornou aos níveis anteriores depois de o caso ter repercussão na imprensa, em 2013. Shapira afirma que os gastos eram contrários à "proporcionalidade e razoabilidade, à economia e eficiência".
Além disso, apesar de a família ter à disposição uma cozinheira, em 2010 foram gastos mais de 92 mil shekels (cerca de 67 mil reais) em comida entregue por restaurantes. Os gastos com roupa para o premiê e sua esposa estão duas vezes e meia acima do que é considerado apropriado pelo comitê de assuntos financeiros do Parlamento.
Empregados do gabinete do primeiro-ministro tiveram que pagar alguns gastos do próprio bolso, e o dinheiro nunca foi devolvido.
As despesas de limpeza na casa privada dos Netanyahu na cidade costeira de Cesareia superam os 8.200 shekels (6 mil reais) por mês, apesar de o casal estar poucas vezes lá, em alguns fins de semana. O relatório também comenta os gastos com a compra de móveis para o jardim da residência.
Algumas semanas atrás, a mulher de Netanyahu foi acusada de ter embolsado milhares de shekels ao devolver ao supermercado garrafas retornáveis que haviam sido compradas com dinheiro público. O caso também é comentado pelo controlador, que afirmou ter passado informações sobre esse caso e sobre a compra de móveis para a residência privada para o procurador-geral, que deve agora avaliar se houve conduta criminosa.
Aliados de Netanyahu afirmam que as denúncias têm motivações políticas, e o primeiro-ministro acusa a imprensa de estar movendo uma campanha contra ele. Israel terá eleições antecipadas em 17 de março, mas, até agora, as denúncias contra o premiê não tiveram reflexos nas pesquisas eleitorais. Ele lidera as intenções de voto.

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics