Coisas Judaicas : MNE turco retira-se da Conferência de Munique devido à presença de Israel
[ ]
Latest News Updates
MNE turco retira-se da Conferência de Munique devido à presença de Israel
07/02/15 Posted by Coisas Judaicas

MNE turco retira-se da Conferência de Munique devido à presença de IsraelO ministro turco dos Negócios Estrangeiros tinha aceitado o convite, mas mudou de ideias quando soube que, à última hora, Israel foi convidado a participar num dos painéis da conferência.

Segundo citação do diário israelita Jerusalem Post, o chefe da diplomacia turca, Mevlut Cavusoglu, afirmou que a sua ausência na conferência não devia ser entendida como afronta à anfitriã Alemanha, mas que "decidimos não participar na Conferência de Segurança de Munique por eles depois convidaram representantes israelitas para a sessão do Médio Oriente".

A Conferência de Segurança de Munique realiza-se todos os anos e deverá contar, na sua edição de 2015, com presenças de 20 chefes de Estado e de 60 ministros da Defesa ou dos Negócios Estrangeiros. Entre os presentes estarão o vice-presidente norte-americano Joe Biden e a do secretário de Estado John Kerry.

A sessão sobre o Médio Oriente será certamente uma das principais da conferência, tendo em conta a centralidade da guerra em curso contra o "Estado Islâmico" e das negociações sobre o programa nuclear iraniano. A Turquia apenas se fará representar por uma delegação de nível inferior, assestando desse modo um golpe importante no significado da reunião.

Na Alemanha, o Ministério dos Negócios Estrangeiros tem mostrado até aqui uma grande reserva, sem emitir por enquanto um comentário oficial sobre a ausência turca, mas o dirigente "verde" Volker Beck, que preside ao grupo parlamentar de amizade israelo-alemã, reagiu de forma destemperada: "Este é um acto vergonhoso É uma afronta a Israel e uma afronta à Alemanha", disse. E acrescentou que "o Governo Federal [alemão] tem de condenar o Governo turco".

Ainda segundo Beck, "a política anti-Israel do Governo turco é motivo de preocupação. O cancelamento do ministro dos Negócios Estrangeiros da Turquia não é um acto isolado, e sim um conjunto de acções. Em Dezembro, o primeiro ministro turco recebeu cordialmente um dirigente do Hamas numa conferência partidária do AKP [partido do Governo turco]".

As relações israelo-turcas não voltaram a recompor-se desde a matança por uma força especial israelita de activistas turcos do navio "Mavi Marmara", que em 2008 transportava ajuda humanitária para a Faixa de Gaza. A Turquia expulsou na altura o embaixador israelita e pôs termo a todos os exercícios conjuntos com Israel no âmbito da NATO. Um pedido de desculpas israelita, apresentado por pressão norte-americana, pouco alterou a este quadro de hostilidade.

Coisas Judaicas

Agradecemos por sua visita! Se você gostou, use um dos botões acima e compartilhe!

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Deixe sua opinião

Real Time Web Analytics