Marrocos dá tratamento digno aos judeus
Judeus marroquinos elogiam os esforços de seu país para preservar cemitérios judaicos, na abertura de uma exposição sobre o Marrocos em Paris.

Os esforços de preservação, lançados em 2010, restauraram pelo menos 167 locais de sepultamentos judaicos e foram comemorados durante a abertura da exposição "Contemporary Marrocos" no Instituto do Mundo Árabe da capital francesa, informou o site de notícias leconomiste.com.

Serge Berdugo, presidente do Conselho de Comunidades Judaicas Marroquinas, e um enviado especial do Rei Mohammed VI do Marrocos, disse que o projeto foi parte de uma visão e uma prática que tem sido aplicada, para a tolerância, o diálogo e o respeito que são exatamente o oposto do esquema "extremista".

Berdugo falou durante um painel "Reabilitação de Cemitérios Judaicos de Marrocos - Life Houses", com a participação do primeiro-ministro francês Manuel Valls e Jack Lang, ex-ministro da cultura judaica e, atualmente, o chefe do Instituto do Mundo Árabe.
 Marrocos dá tratamento digno aos judeus
Entre os funcionários que representaram o reino no evento estava a Princesa Lalla Meryem. Ela recebeu uma carta assinada por 27 rabinos marroquinos agradecendo o reino e seu monarca pelo projeto de renovação.

Também durante o evento, Meryem apresentou a Ordem do Trono do Marrocos de três franco-marroquinos, cada um representando uma religião monoteísta diferente.

O destinatário judeu era Michel Serfaty, rabino do município Ris Orangis- no sul de Paris. O cristão e muçulmano eram Michel Dubost, bispo de Evry, perto de Paris, e Khalil Merroun, o reitor da mesquita de Evry.
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments: