Líder do Hamas quer sírios e libaneses na guerra contra Israel
Um dos principais líderes do Hamas Mahmoud Zahar apelou para a formação de grupos militantes em campos de refugiados palestinos sírios e libaneses, incentivando que os ataques contra Israel sejam realizados destes países.

Zahar falou para a imprensa de Gaza, na quarta-feira, convidando membros libaneses e sírios das Brigadas Izaddin Qassam, braço armado do Hamas, a lançarem ataques que iriam "ajudar a libertar a Palestina".
Zahar disse que "as nossas armas estão sempre miradas sobre o inimigo", referindo-se a Israel.

O Hamas se desentendeu com o Hezbollah e com o regime sírio no início da guerra civil síria, em 2011, depois que o grupo não expressou apoio ao sanguinário presidente sírio Bashar Assad.

No entanto, após um ataque aéreo atribuído a Israel que atingiu um comboio do Hezbollah na Síria, o Hamas teria dito ao grupo xiita libanês que eles devem colaborar para a lutar contra Israel.

De acordo com um relatório sobre filiados do Hezbollah, divulgado na TV Al-Manar, no mês passado, Mohammed Deif, o comandante militar do Hamas baseado em Gaza, disse ter sobrevivido a várias tentativas de assassinato por parte de Israel, e enviou uma carta de condolências ao secretário-geral do Hezbollah, Hassan Nasrallah expressando tristeza pela morte das pessoas no suspeito ataque aéreo israelense nas Colinas de Golan: "Todas as forças de resistência têm de se unir contra o inimigo sionista e seus cúmplices".
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião