NOVA YORK — Um júri popular de Nova York condenou a Autoridade Nacional Palestina (ANP) e a Organização para a Liberação da Palestina (OLP) a pagarem US$ 218 milhões em indenização às vítimas americanas em atentados ocorridos em Israel entre 2001 e 2004. 

A decisão se refere a seis casos envolvendo dez famílias. Israel considerou a decisão uma “vitória moral”, enquanto ANP e OLP afirmaram que vão recorrer.

As duas organizações foram consideradas culpadas de fornecer apoio material, entre outras acusações, em ataques cometidos pela organização Hamas e as Brigadas de al-Aqsa, que deixaram 33 mortos e 390 feridos.

As vítimas entraram com o processo em 2004, usando a Lei Antiterrorista dos Estados Unidos. Ela determina que vítimas americanas de organizações terroristas estrangeiras podem buscar indenização. A lei pode ainda triplicar o valor da recompensa oferecida às vítimas.

Segundo a promotoria, documentos internos mostram a responsabilidade de organizações palestinas nos ataques. A defesa argumentou que os terroristas agiram por conta própria.
Coisas Judaicas

Coisas Judaicas

Blog Judaico - Tudo sobre Israel, judaísmo, cultura e o mundo judaico

Deixe seu comentário:

0 comments:

Deixe sua opinião