Coisas Judaicas
Headlines

Israel Online

Culinária Judaica

Holocausto

» » » » » » » » O Livro do Êxodo




O Segundo livro do Pentateuco chama-se em Hebraico, “Shemót” (Nomes) e em grego, “Êxodo”, (Saída), pois um dos principais acontecimentos nele narrado é a saída de Israel do Egito.

Este livro pode ser dividido em duas partes: uma histórica e outra legislativa. A histórica, trata da vida dos “Bené Yisrael” no Egito; da infância, vocação e missão de Moisés; da libertação do povo, sua peregrinação pelo deserto e a ereção do tabernáculo.


A parte legislativa contém uma série de leis civis, morais e religiosas, principalmente o “Decálogo” ou “Dez Mandamentos”, que se tornaram leis universais para toda a humanidade, até hoje.


Do ponto de vista literário, a parte que mais se destaca é o cântico de Moisés – “Shirah”, escrito em versos conforme as normas da poesia daqueles tempos, sendo um dos documentos poéticos mais antigos da literatura hebraica.


A primeira parte do Êxodo narra acontecimentos maravilhosos, como o nascimento e a adolescência de Moisés, a aparição de Deus a ele, os milagres e as pragas, a travessia do Mar Vermelho e a promulgação das leis do Sinai. A segunda parte está narrada em estilo de código legislativo.


O “Êxodo” é considerado por muita gente, como um dos mais importantes livros do Pentateuco, por seu conteúdo histórico e por apresentar grande parte da constituição civil e religiosa do povo de Israel.


Este livro contém mil e duzentos e nove versículos.

Fonte: A lei de Moisés










«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Facebook/Judaicas