[ ]
Latest News Updates
By Coisas Judaicas | 25/08/15 | Posted in , | With 0 comments
História dos Judeus
Fiquem atentos(as) vamos sortear a um dos nossos(as) seguidores(as) inteiramente grátis o livro do Paul Johnson História dos Judeus.

A obra reúne um levantamento de 4.000 anos que abrange não só a História Judaica, mas o percurso dos judeus pelo mundo. 

O autor descreve a genialidade do povo judeu, suas intempéries e realizações.

Título: História dos Judeus
Autor: Paul Johnson

Editora: Imago
Edição: 2
Ano: 1995
Idioma: Português
Especificações: Brochura | 684 páginas
ISBN: 85-3120-421-6
Peso: 1166g
Dimensões: 230mm x 160mm

Curta a página e clique no link abaixo para participar:
By Coisas Judaicas | | Posted in , , , , | With 0 comments
Conib e Agência Judaica no Centro Israelita do Rio Grande do Norte
Mario Soltak, presidente do CIRN; Lea Cahen,
enviada da Agência Judaica, e Sergio Napchan. Foto: CIRN.
Centro Israelita do Rio Grande do Norte recebe representantes da Conib e da Agência Judaica.
O Centro Israelita do Rio Grande do Norte- Cirn, recebeu na semana passada a visita do diretor de Relações Institucionais da Conib, Sérgio Napchan, e da enviada de Israel pela Agência Judaica, Lea Cahen, para dar início ao projeto de apoio e desenvolvimento das pequenas comunidades judaicas brasileiras. Nessa etapa inicial, as atividades ocorrerão em Recife e Natal.
Napchan explicou a atuação da entidade: “A Conib procura fomentar e desenvolver as comunidades judaicas, as federadas israelitas no Brasil. Fizemos uma parceria estratégica com a Agência Judaica e estamos começando a trazer pessoas com expertise na área de educação formal ou não formal para ajudar as chamadas pequenas comunidades a se reestruturar”, destacou.
Com formação em Educação Especial e Tanach, a enviada da Agência, Lea Cahen, atuará desenvolvendo diversos tipos de atividades e dinâmicas de acordo com as demandas: “O objetivo é trazer Israel como é. E quero trabalhar com todo mundo: crianças, adolescentes, adultos. Vai ter de tudo: brinquedos, conversas, estudos, mas o principal é que as pessoas cheguem porque elas querem e não porque precisam. Sozinha, não conseguirei fazer isso. Preciso de pessoas que estejam envolvidas. Estou vendo que tanto como em Recife não faltam pessoas, é só oferecer algo que elas aparecem”.
O presidente do Cirn, Mario Soltak, falou sobre o momento. “Nosso objetivo é trabalhar em conjunto para que a própria comunidade comece a construir sua história. Estamos trazendo essa enviada de Israel para enriquecer a educação e a cultura judaica em Natal”.
A Conib concretiza um projeto que traz esperança aos membros da comunidade. “Lembro-me que há pouco mais de um ano não imaginávamos que essas coisas poderiam acontecer. Quero parabenizar a todos!”, elogiou Mathews Braga, membro do Cirn.
Na capital potiguar, os representantes visitaram a Sinagoga Braz Palatnik, a Beit Midrash de Búzios, além de assistirem a um evento cultural com participação de um membro da comunidade.
Fonte: Conib

By Coisas Judaicas | | Posted in , , , | With 0 comments
 Dois Inimigos, Uma Batalha
Alma Judaica – Oil Mixed Tecnique on canvas; Óleo e técnica mista s/tela

 
Adaptado das obras do Lubavitcher Rebe
 
O primeiro versículo da porção desta semana da Torá, Ki Tetsê, parece conter um erro gramatical.

"Quando fores para a guerra contra teus inimigos" – começa o versículo – "e o Eterno teu D-us o entregará em tuas mãos." Por que a Torá começa o versículo com o plural e continua no singular?

Cada palavra na Torá é exata, cada letra transmite uma imensidade de nuanças e significados, que ensinam incontáveis lições. Este versículo, que aparentemente toca no assunto da guerra convencional, alude a um tipo diferente de guerra, uma guerra espiritual que é empreendida por todo indivíduo.

Um judeu pode enfrentar dois tipos de inimigos: um que ameaça sua existência física e outro que ameaça sua santidade especial como membro do povo judeu – sua alma judaica.

A Torá usa a palavra "inimigos" para referir-se às duas ameaças, pois o corpo e a alma do judeu trabalham em conjunto, unidos em seu serviço a D-us. Tudo que coloca em risco o bem estar físico da pessoa ameaça também seu equilíbrio espiritual, e vice versa.

A Torá nos diz como emergir vitorioso sobre ambos os tipos de inimigo: "Quando fores." Um pessoa deve revestir-se com a força que vem da fé total em D-us, mesmo antes de encontrar o inimigo. Em seguida, a atitude deve ser de ascendência – "contra (literalmente, 'sobre') teus inimigos." Saiba que o próprio D-us está a seu lado e o ajuda em sua luta.

Assim armado, a vitória está assegurada, não apenas contra os inimigos convencionais, mas contra a raiz de todo o mal – a má inclinação, igualada no Guemara com "o Satã (inimigo da alma) e o Anjo da Morte (inimigo do corpo físico)."

Quando um judeu sai para a "guerra" fortalecido com o conhecimento de que não há ofrça no mundo capaz ds enfrentar a face da bondade e santidade, não somente as manifestações externas do mal são sobrepujadas, como sua fonte espiritual também é derrotada. A Torá usa portanto o inimigo singular – para aludir à má inclinação, a origem e protótipo de todo o infortúnio.

O versículo conclui com as palavras "e tu os fará cativos". Se um judeu não for cuidadoso e cair presa da má inclinação, todas as suas faculdades mais elevadas, concedidas a ele por D-us para serem utilizadas para o bem, também caem em sua armadilha. A Torá ensina que o arrependimento sincero tem o poder de redimir estes prisioneiros cativos, elevando-os até que "transgressões voluntárias sejam consideradas como méritos".

Este tipo de conflito armado aproxima Mashiach e a Redenção Final, quando a má inclinação será totalmente derrotada e a vitória sobre o pecado será permanente.
By Coisas Judaicas | | Posted in , , | With 0 comments
 Auditoria Espiritual

  Por Refoel Leitner  
 
Elul é também o mês de balanço da alma e o serviço Divino exige profundo auto-conhecimento…

Caridade… lança um manto de proteção não apenas sobre o doador, mas sobre o povo judeu como um todo…

“Prepare o trono sagrado” (Zohar).

A santidade exige preparação. Nossa principal tarefa não é criá-la mas sim nos tornarmos um receptáculo para a santidade, que surge de acordo com a maneira da preparação.

Elul é o último mês do ano judaico. Como preparação para Rosh Hashaná, o Dia do Julgamento, que vem logo em seguida. Elul é marcado por vários costumes especiais e tradições.

Elul é também o mês do balanço da alma. Um empresário ocasionalmente precisa calcular seu lucro e suas perdas, bem como fazer um balanço detalhado. Nós também precisamos conduzir uma auditoria anual do estado de nossa “empresa” espiritual. Durante o ano inteiro estamos envolvidos em obter lucro: servir a D'us através do estudo de Torá, cumprimento das mitsvot, prece e boas ações. No mês de Elul, fazemos um balanço geral de tudo que fizemos no decorrer do ano.

Além disso, a melhor época possível para esta contabilidade da alma é o mês de Elul, pois então os Treze Atributos Divinos de Misericórdia brilham. Essa revelação pode ser comparada a um rei que emerge de seu palácio e vai para o campo, em plena vista de seus súditos. Somente então é possível engajar-se adequadamente na introspecção espiritual sem o perigo de mergulhar na desesperança e no desespero. Pois, afinal, o Rei está com ele no campo – Ele tem em mente o nosso benefício.

Um pré-requisito para um adequado balanço da alma é a total aceitação e subordinação ao jugo celestial. Essa auto-subordinação pode produzir um generoso “crescimento”, assim como uma semente semeada no solo e coberta produz brotos e um campo muito maior que si mesma.

Embora engajar-se neste trabalho espiritual possa ser difícil, fazer um esforço sincero ajuda a gerar a necessária força interior para fazermos nosso serviço real, prático, de acordo com as expectativas Divinas.

Algumas Leis e Costumes

Escute o Toque do Shofar 
Começando com o primeiro dia de Elul, até (mas não incluindo) a manhã antes de Rosh Hashaná, é costume tocar o shofar (chifre de carneiro) após a prece matinal nos dias de semana. O chamado do shofar estimula o coração. Seus toques diários proclamam: “Acordem, seus dorminhocos! Examinem suas ações e se arrependam.”

Recite Salmos Adicionais 
A partir do primeiro dia de Rosh Chodesh Elul até, e incluindo Hoshana Raba, recitamos duas vezes ao dia o Salmo 27. Este costume é baseado no comentário do midrash “O Eterno é minha luz…” em Rosh Hashaná” … minha salvação…” em Yom Kipur,” … Ele me ocultará em Sua tenda” em Sucot.

Os chassidim e os sefaraditas incluem isto nas Preces Matinais e Vespertinas; o costume lituano é recitá-lo durante as Preces de Shacharit e Arvit, respectivamente, Matinais e Noturnas.

Recite Selichot
A tradição sefaradita é começar recitando selichot imediatamente após Rosh Chodesh Elul. O costume askenazita é recitar selichot começando na noite de sábado da semana na qual cai Rosh Hashaná, desde que sejam deixados quatro dias antes de Rosh Hashaná. Portanto, se Rosh Hashaná cair na segunda ou na terça-feira da semana, a recitação de selichot é iniciada na noite de sábado da semana precedente.

Aumente em Doação para Caridade
Durante Elul, a caridade funciona como um escudo contra os maus decretos e prolonga a vida. Lança um manto de proteção não somente sobre o doador, mas sobre o povo judeu como um todo. Quando uma pessoa transcende seu instinto natural e dá sem ser vista, D'us por Sua vez lhe concede mais do que ele mereceria receber.

Retorno em Penitência 
Os fundamentos da penitência são triplos: abandonar o pecado que tem cometido, arrependimento e confissão. Abandonar o pecado consiste fazê-lo tanto na prática quanto em pensamento, associado a uma firme resolução de não repeti-lo. Arrependimento é entender que separar-se de D'us é mau e amargo, e a intensa percepção de que há um preço para a transgressão. 

A confissão pode ser expressa oralmente: “Eu pequei, fiz tal e tal; arrependo-me de minhas ações e tenho vergonha delas, e jamais as repetirei.”

[Baseado no Livro de Nosso Legado, s.v. Elul.]

O arrependimento exige arrepender-se do passado e tomar uma resolução positiva para o futuro, porém o primeiro passo é consertar e organizar adequadamente o presente, para que seja bom e correto em todos os aspectos da ação, fala e pensamento. Somente então, quando o presente é como deveria ser, a pessoa pode fazer o trabalho necessário para compensar as falhas e elementos indesejáveis do passado, e criar linhas de orientação e disciplina para o futuro.

O mês de Elul é propício para o auto-balanço, e para o arrependimento nas três “vestes” da alma – pensamento, fala e ação. O serviço Divino exige completo auto-conhecimento. Assim como ignorar nossas falhas pode ser incapacitante, o mesmo pode acontecer quando esquecemos de nossas forças. A pessoa deve conhecer-se bem: tanto as próprias habilidades e talentos quanto as deficiências e fraquezas.

[traduzido e adaptado da Introdução a Pokeach Ivrim]

Nota:
Refoel Leitner publicou diversos artigos apresentando percepção interior dimensional sobre as Festas Judaicas. Atualmente reside em Nova Jersey com sua esposa, Malka, e seus filhos, onde trabalha como engenheiro de software para a IBM.
By Coisas Judaicas | | Posted in , , | With 0 comments
Começar com o fim em Mente

  Por Yaakov Lieder
 
Os campeões esportivos têm um método que praticam antes do evento, especialmente se estão para jogar contra um time que ainda não conhecem. 
Eles visualizam o jogo na mente; imaginam-se vencendo e os torcedores aplaudindo-os freneticamente. Vivenciam todas as emoções e os bons sentimentos associados com a vitória. Repassam esta cena na mente durante algum tempo até se sentirem à vontade e aquilo parecer real. Então eles saem e jogam em campo, já tendo sentido a vitória dentro da mente.

Os grandes líderes têm uma visão para seus seguidores. Eles têm a capacidade de visualizar o futuro numa maneira que a pessoa comum não consegue, e inspiram a pessoa comum a tomar parte na sua visão e transformá-la em realidade.

Encontrei recentemente um casal que estava passando pelo sofrimento de um casamento problemático. Quando eu sugeri que, com esforços de ambos os lados, eles poderiam chegar a um relacionamento significativo, a mulher disse: "Isso é impossível. Estou casada há 14 anos, e os últimos dez têm sido apenas sofrimento. Isso jamais mudará!"

Ela não estava preparada para acreditar que o futuro poderia ser diferente do passado. "Se é assim" – disse eu – "então o futuro provavelmente será uma repetição do passado. Você está feliz por as coisas continuarem do jeito que estão?"

"Nós queremos um futuro melhor" – veio a resposta.

Eu os aconselhei assim: comecem com o fim em mente. Feche os olhos e imaginem vocês estando em casa um ano a partir de agora e desfrutando um relacionamento carinhoso. Descrevam totalmente esta atmosfera de amor e harmonia, com todos os detalhes, e façam anotações – no tempo presente, como se já tivessem se tornado reais. Mantenham contato com os sentimentos de amor e prazer gerados por este maravilhoso relacionamento.

Em seguida, examinem os passos que foram dados para chegar a este ponto. Ainda visualizando o resultado, volte uma etapa e descreva como seu relacionamento está daqui a 11 meses, e o que vocês fizeram para levá-lo até este ponto. Volte mês a mês, até o presente. Então programe em seu diário o tempo em que você estará fazendo estas coisas, e como vão celebrar suas pequenas vitórias ao longo do caminho.

Ao começarem com o fim em mente, seu subconsciente pode começar a acreditar que a mudança é possível, e ajudará vocês a trabalhar para consegui-la. Ajam e sintam como se já tivessem uma relacionamento maravilhoso. Ajam como um casal amoroso age, mesmo que ainda não tenham chegado lá. Em outras palavras, finjam até conseguirem. Se pensam que estão sendo fingidos, não pensem – o fingimento é fazer a coisa verdadeira.

Esta é a chave para o sucesso em nossos relacionamentos, criar os filhos e praticamente tudo que fazemos: Entrar em ação faz a diferença. Quando uma área de sua vida não está funcionando da maneira que você gostaria que fosse, comece com o fim em mente. Ponha em prática um plano de ação, trabalhe e desfrute um novo nível de felicidade mesmo quando você ainda está a caminho de conseguir o seu objetivo.

Tente – dá certo!

Fonte: http://www.chabad.org.br/
Real Time Web Analytics